Brochi agora quer cassar alvará de postos com gasosa adulterada

O vereador Thiago Brochi (PSDB) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um projeto de lei em que propõe a cassação do alvará de funcionamento de estabelecimentos e empresas do ramo de combustíveis que comprovadamente adulterarem ou praticarem fraude metrológica em bombas de abastecimento.

De acordo com a proposta o Poder Executivo, após obter informações sobre a constatação da infração, irá instaurar processo administrativo com prazo máximo de sessenta dias. O estabelecimento será interditado cautelarmente durante a tramitação do processo.

No projeto, Brochi propõe ainda que os estabelecimentos que tiverem o alvará de funcionamento cassado ficam proibidos pelo período de cinco anos de obter novo alvará para o mesmo ramo de atividade.

“A prática frequente de adulteração de combustível é altamente prejudicial ao consumidor. A mudança dessa realidade exige medidas duras para coibir a prática. Vejo esta iniciativa como uma forma de fazer justiça para os consumidores e aos bons empresários do ramo que prezam por exercer uma atividade comercial saudável, honesta e lícita”, defende o autor.

O projeto de lei será encaminhado às comissões pertinentes e, não havendo impedimento legal para sua tramitação, será discutido e votado pelos vereadores, em plenário, durante sessão ordinária.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE