Brasileiro inventa aplicativo que ‘acha’ táxi

Tallis Gomes, 25, nasceu e cresceu em Carangola (MG), cidade com cerca de 35 mil habitantes. E lá estava a primeira ideia para um negócio.

Aos 14 anos, passou a usar o site Mercado Livre para comerciar. Suas estratégias eram comprar celulares vendidos a um preço baixo no site, pagar uma pequena quantidade para divulgar os produtos e revendê-los. Também comprava celulares para vender na cidade, onde poucas pessoas tinham coragem de comprar pela internet.

Dez anos depois, não vende celulares, mas usa os aparelhos para o seu negócio: criou um aplicativo que, em funcionamento desde abril, recebeu aporte de US$ 10 milhões do fundo de investimento alemão Rocket Internet.

O serviço se chama Easy Taxi e permite que o usuário veja em seu smartphone um mapa da cidade com a localização dos taxistas cadastrados. 
Assim, é possível verificar onde está o carro mais próximo e saber quando ele está chegando.

O serviço é cobrado do taxista, que paga uma taxa de R$ 2 por corrida. Está disponível em quatro capitais brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília) e começou a se expandir para outros países há dois meses.

As primeiras capitais internacionais a que chegou são Cidade do México, Caracas (Venezuela), Seul (Coréia do Sul), Lima (Peru) e Bogotá (Colômbia).

Segundo Tallis, foram até agora 200 mil downloads gratuitos do aplicativo. Ele estima que metade de quem baixou tenha utilizado.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE