Brasil bate Equador na volta. Tite em alta e Caboclo em baixa

Brasil conseguiu superar a crise e a tensão causadas pela insatisfação dos jogadores e do técnico Tite com assuntos de bastidores na CBF, como a Copa América no país, e alcançou a quinta vitória nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. O time venceu o Equador por 2 a 0 nesta sexta-feira, em Porto Alegre, e manteve o aproveitamento de 100% – cinco jogos, cinco vitórias.

A imagem do jogo foi a comemoração do gol. Todos os jogadores para celebrar com Tite no banco de reservas. Foi um agradecimento claro pelo apoio do treinador nas reclamações do grupo em relação à CBF. Segundo os atletas, a entidade não os informou sobre a mudança de sede e ainda não se manifestou sobre o torneio. O recado foi claro: o grupo está unido. Tite prometeu se manifestar A após o jogo contra o Paraguai, em Assunção.
A seleção teve oito mudanças em relação ao último jogo das Eliminatórias, contra o Uruguai, há quase sete meses. Isso obviamente prejudicou a fluidez das jogadas, principalmente do meio para a frente. A ausência foi dolorida foi a de Renan Lodi. O lateral que foi campeão espanhol pelo Atlético de Madrid representava uma grande válvula de escape para a seleção nos últimos jogos. Mas Tite optou por Alex Sandro, que vinha sendo escalado com mais frequência no final da temporada europeia. O time perdeu sua principal saída.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE