Brasil arranca empate e deixa crise na Argentina

Um empate saboroso para o Brasil e cruel para a Argentina. Foi assim o jogo desta sexta-feira, em Buenos Aires, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.
O 1 a 1 no Monumental de Nuñez não foi capaz de colocar a seleção brasileira entre os quatro primeiros da classificação (os que conseguem vaga diretamente). O time de Dunga ocupa a quarta colocação (que dá direito a uma vaga direta no Mundial ), com quatro pontos. Mas teve sabor especial para quem saiu atrás, buscou o empate na casa do rival com um estádio lotado e segurou a pressão final mesmo com um jogador a menos: David Luiz foi expulso.
Já a Argentina continua em péssima fase. Sem Messi, Tevez e Aguero, o time completou seu terceiro jogo sem vitória. O time terminou a rodada, em nono lugar – tem apenas dois pontos. Cenário que pode acabar com a demissão do técnico Gerardo Martino, que na próxima rodada terá outra parada dura: a Colômbia.
O jogo começou com a estreia na carreira de Neymar em um jogo de eliminatória. E com Lucas Lima e Ricardo Oliveira no time titular e Oscar e Douglas Costa na reserva, como antecipou a ESPN na quinta-feira.
E o Brasil começou encolhido, pressionado principalmente pelos cruzamentos dos anfitriões, que levavam vantagem com Di María pelo lado esquerdo da defesa brasileira.
Novamente capitão da equipe, Neymar jogava basicamente pelo lado esquerdo do ataque, na função que vinha sendo exercida por Douglas Costa na sua ausência. E  o jogo chegou na metade do primeiro tempo com os comandados de Dunga nada criando. Antes, os argentinos reclamaram pênalti de Miranda em Otamendi. 
Tão apagado quanto o astro do Barcelona, Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasileiro, foi o primeiro titular a ser substituído, dando lugar a Douglas Costa. E não demorou para ele mostrar o motivo de ser destaque do Bayern de Munique.
Aos 13min, Neymar tocou para Daniel Alves, que cruzou para Douglas Costa cabecear e acertar a trave. No rebote, Lucas Lima chutou para empatar o jogo.
Logo depois Lucas Lima levou cartão amarelo, e Dunga não resolveu correr risco de expulsão, sacando o santista para a entrada do corintiano Renato Augusto.
Di María diminuiu o ritmo, e o jogo começou a ficar favorável ao Brasil. Aos 29min, por muito pouco William não fez o gol da virada. Aos 34, foi a vez de Neymar exigir defesa difícil de Romero. 
No final, David Luiz foi expulso, mas a Argentina não aproveitou e ficou só no empate.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE