Bolsonaro zera imposto federal do combustível e gás de cozinha

Em sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro anunciou medidas para tentar brecar o aumento nos preços do combustível e gás de cozinha, após nova alta anunciada pela Petrobrás no preço da gasolina e diesel nas refinarias – o 4º aumento somente em 2021.

Bolsonaro anunciou tributação federal zero no gás de cozinha e 2 meses sem tributação federal no diesel e suas derivações.

Apesar do anúncio em relação ao que diz respeito à esfera federal, recentemente o presidente ainda fez um apelo aos governadores para que analisem a cobrança do impostos estadual ICMS de combustíveis. Bolsonaro chegou a ‘desafiar’ os governadores e afirmou que zeraria os impostos federais se os governadores zerassem o ICMS.

LEIA TAMBÉM: Petrobrás anuncia novo aumento nas refinarias; 4º do ano

“Eu zero federal, se eles zerarem o ICMS. Está feito o desafio aqui agora. Eu zero o federal hoje, eles zeram o ICMS. Se topar, eu aceito”, afirmou Bolsonaro a jornalistas na saída do Palácio da Alvorada.

“Problema que estou tendo é com combustível. Pelo menos a população já começou a ver de quem é a responsabilidade. Não estou brigando com governador, o que eu quero é que o ICMS seja cobrado do combustível lá na refinaria, e não na bomba. Eu baixei três vezes o combustível nos últimos dias e na bomba não baixou nada”, disse Bolsonaro.

As frequentes altas no combustível vêm causando desgaste na relação Bolsonaro/ caminhoneiros, que cobram o presidente da redução, como falado durante a campanha presidencial.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE