Bolsonaro: ex-assessor a Michelle era pagamento de dívida

O presidente eleito explicou-se em entrevista ao site ‘O Antagonista’, nesta sexta. Segundo ele, o pagamento feito à sua mulher, Michelle Bolsonaro, era referente a uma dívida pessoal. 
De acordo com um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Fabrício José de Queiroz movimentou, de forma suspeita, R$ 1,2 milhão no intervalo de um ano. Um cheque de R$ 24 mil destinado à futura primeira-dama é uma das transações listadas. O homem é ex-assessor do deputado estadual e senador eleito, Flávio Bolsonaro.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE