Governo Bolsonaro ataca Adnet por paródias

O governo Jair Bolsonaro reagiu a uma paródia e atacou em duas frentes o humorista Marcelo Adnet, da TV Globo. Adnet fez imitações de Bolsonaro, seu amigo e acusado de gerenciar o esquema de ‘rachadinhas’ Fabrício Queiroz e o secretário de Cultura ator Mário Frias.

O ator se irritou e atacou Adnet nas redes sociais. Frias chamou Adnet de “garoto frouxo e sem futuro”. Na sequência, a Secom fez uma postagem nas redes sociais e afirmou que o humorista “faz pouco dos brasileiros”.Outro ataque veio por parte da SeCom- Secretaria de Comunicação do Governo Federal- e foi endossada por Bolsonaro.

Adnet obteve apoio de pares e de críticos ao governo e reproduziu parte das ‘defesas’. “Aos fatos: 1 -se elegeram sob a bandeira do fim do mimimi e do politicamente correto mas não aguentam UMA SÁTIRA que vem chorar em perfil oficial! 2- A crítica não é ao povo, não força a barra. É AO GOVERNO FEDERAL que em vez de trabalhar prefere perseguir seus próprios cidadãos”, escreveu

Ao compartilhar uma postagem de apoio, Adnet fez nova crítica ao posicionamento do governo federal. “Fazer comédia contra o poder é fácil! Basta pagar impostos que serão usados pra te atacar e perseguir e lidar com ameaças de morte na Justiça. Super democrático!”, afirmou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE