Bitcoin precisa de mais lugar aceitando moeda

O ano de 2017 foi um importante marco para o Bitcoin. Ao longo dos doze meses este ativo obteve um aumento de US$ 900 por moeda para US$ 20 mil. O aumento da demanda levou a moeda cada vez mais para o alto e logo no fim do ano, de repente, houve uma queda de 45% do seu valor. Em 2018, a moeda começou o ano sendo desvalorizada, mas isso também ocorreu em 2015 e não a impediu de se reerguer. Análises já apontam que ainda em 2018 é possível que a moeda virtual triplique.
Para André Bona, Educador Financeiro do Blog de Valor, a queda foi causada pois as pessoas passaram a ver a moeda virtual com uma expectativa de venda mais alta futuramente, não tendo nada de anormal nisso, mas existe um momento em que esse ativo começa a subir e passa a não ter mais compradores, por culpa do grande aumento no valor e o mercado acaba desabando. Na medida em que as transações de compra e venda aumentaram muito, a velocidade da tecnologia ficou mais lenta, existindo dúvidas se o próprio Bitcoin é capaz de ser uma solução realmente útil em larga escala.
???Um dos pontos desafiadores é que quando o Bitcoin teve uma explosão de valorização o número de estabelecimentos que aceitam não aumentou na mesma proporção, então, o valor da moeda como um meio de troca não está exercendo em grande escala essa função, portanto, é necessário ainda um crescimento na aceitação??? finaliza Bona.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE