Edit

Beber. Até quando seu fígado aguenta

Uma questão bastante recorrente nos consultórios médicos é o efeito do álcool sobre a saúde. Segundo o Dr. Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas, se a pessoa é saudável, não é necessário evitar o álcool. ???Apesar disso, não é indicado beber muito álcool todos os dias, ou mesmo na maioria dos dias da semana???, alerta.
A esteatose hepática, caracterizada pelo excesso de gordura no fígado, acarreta cerca de 90% das pessoas que bebem mais de 30 ml de álcool por dia. Ou seja, consumir essa quantidade ou mais na maioria dos dias da semana, provavelmente irá causar a doença, que pode levar à cirrose (quando o tecido hepático saudável é substituído por tecido cicatricial que não tem função).
Dicas
Abaixo, o Dr. Daniel Benitti fornece importantes informações sobre a relação do consumo de álcool e a saúde.
Álcool na dose certa faz bem.Vários estudos identificaram relação de baixo consumo de álcool (10 ml) com menores riscos de doenças cardiovasculares e aumento da sobrevida, quando comparado com pessoas que não bebem. Além disso, o baixo consumo também pode ajudar a aumentar os níveis de colesterol bom e até mesmo evitar coágulos sanguíneos. No entanto, deve-se tomar muito cuidado com essa informação, pois a ingestão contínua pode gerar dependência (vício) e o baixo consumo pode ficar alto em pouco tempo.
Misturar álcool com alguns remédios pode ser perigoso.Muitas medicações são metabolizadas no fígado e o álcool também. Dessa forma, é muito fácil ter interações perigosas com essa mistura. Ao mesmo tempo, alguns remédios podem ter o efeito potencializado ou diminuído com o álcool. Então, aqui fica uma dica: se o médico perguntar se você bebe, fale a verdade. E, lembre-se: se for solicitado para não beber, não beba.
Importante: se você tem epilepsia, não consuma álcool.
O álcool não prejudica apenas o fígado.As pessoas que bebem frequentemente têm mais resfriados, gripes e dor de garganta. Afinal, o álcool prejudica o sistema imunológico, tornando o corpo mais susceptível a infecções. Ele também pode causar pancreatite, situação muito grave que pode matar, e aumenta o risco de câncer de boca, esôfago, laringe, mama e fígado.
Não beba para dormir.Algumas pessoas consomem álcool para dormir mais rapidamente. Realmente, ele induz o sono, todavia ele também prejudica a sua qualidade, causando fragmentação do descanso.
Álcool pode causar arritmia.O consumo de álcool pode causar fibrilação atrial ??? a arritmia mais comum e que pode ocasionar derrame, insuficiência cardíaca e demência.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE