BC muda regra e cartão usará cotação do dólar do dia da compra

Ilan Goldfajn, presidente do Banco Central, afirmou nesta quarta-feira (28) que a cotação do dólar usada para gastos no cartão de crédito no exterior passará a ser a do dia em que a compra for feita. A medida só valerá a partir de 1º de março de 2020. Hoje, os bancos cobram o valor da moeda na data de fechamento da fatura.
O presidente do BC disse que o cliente terá a “segurança” de saber quanto está gastando em reais. Para fixar o valor em reais na data do gasto, a fatura terá que apresentar a identificação da moeda, a discriminação de cada gasto na moeda em que foi realizado e seu valor em reais. A fatura também incluirá data, valor em dólares e a taxa de conversão do dólar para o real.
Em nota, o BC disse que a medida “aumenta a transparência e a comparabilidade na prestação do serviço, padronizando as informações sobre o histórico das taxas de conversão nas faturas. As informações deverão “ser divulgadas em formato de dados abertos, de forma que rankings de taxas possam ser estruturados e divulgados.” 
O BC disse que o emissor do cartão de crédito deverá obrigatoriamente oferecer ao cliente o pagamento da fatura pelo valor equivalente em reais na data de gasto. Contudo, poderá também ofertar o pagamento pelo valor equivalente em reais no dia do pagamento da fatura, “observado que a adoção dessa sistemática deve ser aceita pelo cliente???. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE