Edit

Bazar Social volta a funcionar em Santa Bárbara

Depois de mais de um ano fechado, o Bazar Solidário do Sspcic (Serviço Social em Promoção à Cidadania Imaculada Conceição) voltou a funcionar. Instalado na Rua Cuiabá, 628, no Bairro Cidade Nova, em Santa Bárbara d´Oeste, o bazar é destinado à venda de roupas masculinas, femininas e infantis e calçados a preços populares.

O Sspcic é a entidade que mantém a Casa Abrigo Recanto Vida, que acolhe as mulheres vítimas de violência doméstica, e também desenvolve projetos sociais, esportivos, culturais e de geração de renda na região do Parque Zabani, Nova Conquista e Santa Fé, entre outros bairros. As atividades também estão sendo retomadas aos poucos, em razão da pandemia do novo coronavírus. O Bazar é a única fonte de renda fixa da entidade, cuja arrecadação ajuda nas despesas de manutenção.

Já faz oito anos que a voluntária Diva Matias atua no Bazar. Ela disse que as principais dificuldades neste período de retomada, após a pandemia, foi que as doações ficaram escassas e o movimento caiu muito. Com uma ação que será deflagrada nas redes sociais e com a maior divulgação, as voluntárias esperam que as vendas voltem aos patamares anteriores da pandemia.

Mesmo porque, o Bazar do Sspcic tem o melhor preço da região. Para ter noção, blusinhas são vendidas de R$ 3 a R$ 5; vestidos, de R$ 5 a R$ 7 e sapatos, até R$ 7. Em razão da qualidade e dos preços, muitas pessoas que têm bazares comerciais compram peças e calçados no Bazar do Sspcic para revender. Os voluntários também aceitam doações de brinquedos e utensílios domésticos. “Todo o dinheiro arrecadado é para utilizar na Casa Abrigo e nos projetos do Social”, explicou Diva.

O Bazar começou a operar junto com a entidade, que atua há 18 anos. “Um dos objetivos era comercializar artesanato produzido através dos cursos promovidos pela entidade e depois, as peças de corte e costura, para ajudar na manutenção dos equipamentos, máquinas, ajuda de custo para as monitoras. Muitas pessoas soliárias começaram a doar roupas novas para o Bazar, que vende roupas de qualidade por um preço simbólico, onde as pessoas vão, provam e levam por um preço simbólico”, afirmou o presidente da entidade, Roberto Gatto.

“A renda do Bazar Social ajuda muito na manutenção das coisas essenciais, como equipamentos para corte e costura, nas nossas oficinas, nos cursos gratuitos, que damos na sede da entidade, na Rua João Eduardo Macknight”, disse o presidente.

Inicialmente, o Bazar funcionou na residência de uma associada, na Rua Francisco Alves, no Parque Zabani, posteriormente atendeu no salão social da Paróquia Imaculada Conceição, no Jardim Esmeralda, e, depois, se mudou para uma das sedes da entidade, na Rua Cuiabá, 628, no Bairro Cidade Nova, em Santa Bárbara d´Oeste, onde funciona até hoje.

Serviço:
Entrega de doações podem ser feitas durante o funcionamento do Bazar aos sábados, das 8h às 11h30. Os interessados em doar também podem ligar para Diva, no celular (19) 98353-2346 porque ela passa para recolher os donativos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE