Barilon quer coibir ‘linha chilena’ em pipas

O vereador e presidente da Câmara de Nova Odessa, Vagner Barilon (PSDB), quer a proibição o uso da “linha chilena” – formada por cola, quartzo e óxido de alumínio -, em pipas e papagaios na cidade. A ideia é ampliar o número de produtos não permitidos.
Ele enviou requerimento ao prefeito Bill Vieira de Souza (PSDB) solicitando informações sobre a possibilidade de envio de projeto de lei revogando uma Lei Municipal de 2004 e contemplando algumas sugestões. Segundo Barilon, o cerol está perdendo espaço para a “linha chilena”, mais potente do que a mistura caseira e com grande risco de choques elétricos de alta voltagem.
Em Nova Odessa, o uso e comercialização do cerol são proibidos desde 2004, mas a norma em vigor penaliza apenas quem armazena, comercializa, distribui e manuseia o produto. Agora, ele quer acrescentar na legislação o termo “produtos similares”, além de incluir na lei que a fiscalização será feita pelo Guarda Municipal.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE