Banco do Povo disponibiliza mais crédito

A agência local do Banco do Povo Paulista (BPP) está ajudando a fomentar pequenos e médios empreendedores de Nova Odessa neste momento de crise pelo qual passa o país. Em todo o ano passado foram 102 pessoas atendidas, com R$ 550.538,69 em créditos liberados. Este ano, até o mês de outubro, já são 96, com um volume maior: R$ 578.117,99. Ou seja, ainda faltando dois meses para terminar o ano, o Banco do Povo superou o volume de crédito disponibilizado em todo 2015.

Em 10 anos e 10 meses de funcionamento na cidade, o BPP contabiliza R$ 4.364.305,38 em financiamentos, para 950 pessoas. Os empréstimos variam de R$ 200 a R$ 20 mil, com juros de 0,35% ao mês e as linhas de crédito podem ser pagas em até 36 meses, não sendo cobradas taxas para liberação. Os empréstimos significam índices positivos, uma vez que o banco financia investimentos nos negócios e compra de equipamentos, entre outras melhorias, e não dívidas.
O valor investido no Banco do Povo é composto por recursos vindos do Governo do Estado (90%) e aportes do Município (10%). Segundo Paulo Henrique Bichof, diretor de Planejamento e Desenvolvimento Urbanístico, o Banco do Povo é uma ferramenta fundamental para auxiliar os empreendedores a gerar emprego e renda na cidade. “Auxilia no desenvolvimento desta parcela que representa mais de 90% de nossas empresas, que são as micro e pequenas”, destaca.
A agente de crédito Márcia Faria Stephan explica que, independente das dificuldades econômicas enfrentadas pelo país, o Banco do Povo está mantendo o ritmo da liberação de crédito. “A procura tem sido grande pelos empreendedores e, mesmo nesse período recessivo que estamos vivendo, a concessão de crédito continua em ritmo acelerado e até se superando em termos de volume”, destaca.
Mudança de perfil
De acordo com Márcia Stephan, nos últimos anos nota-se uma mudança no perfil de quem procura o Banco do Povo. “De 2005 a 2010, a procura maior era para adquirir máquinas de costura e consertar veículos usados por autônomos em transporte”, cita. “O cenário mudou. As pessoas foram se adaptando à realidade do mercado e suas necessidades”, acrescenta. Agora predominam os ramos de gastronomia e estética, como salões, manicure e vendedores de produtos de beleza.
Uma das liberações mais recentes do Banco do Povo é para Gabriela Delírio, proprietária de um restaurante no Centro. Ela obteve o segundo crédito em três anos, auxiliando a adquirir novos equipamentos. O primeiro recurso foi de R$ 6.683,00 e o segundo, R$ 9.400,00. “Depois de três anos acabei de pagar o primeiro crédito e agora estamos conseguindo outro, pra adquirir mais itens para o restaurante”, detalha.
Os recursos auxiliaram a empreendedora na aquisição de equipamentos como geladeira, freezer, forno e chapa. “O Banco do Povo é muito interessante, porque a parcela e os juros são pequenos, além da burocracia ser menor”, enaltece. Como o novo crédito vai ajudar a manter e expandir o restaurante, Gabriela recomenda: “Quem puder, faça. Ainda mais nesse momento que os juros de bancos estão altíssimos”.
A unidade do Banco do Povo Paulista de Nova Odessa funciona de segunda a sexta-feira, com o atendimento ao público ocorrendo das 9h30 às 16h30, na Avenida Eddy de Freitas Crissiúma, 150, no prédio atrás da Prefeitura, onde também fica a sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. O telefone para obter mais informações é o (19) 3466-3010.
 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE