Baianas do Acarajé discutem ofício e cultura

A identidade baiana e o Patrimônio Histórico Nacional sendo discutido na região. Baianas do acarajé de Santa Bárbara d’Oeste, Itu, Jundiaí, São Paulo e Sorocaba se reuniram nesta sexta-feira (10) no 5º Encontro de Baianas e Baianos de Acarajé, em Santa Bárbara d’Oeste. Em apoio à classe, técnicos da Secretaria de Cultura e Turismo de Santa Bárbara participaram do evento.

O Encontro reuniu o técnico historiador do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Marcos Rabello, e a coordenadora executiva da ABAM Nacional (Associação Nacional das Baianas do Acarajé, Mingau, Receptivos e Similares), Eleonora Aparecida Domingos. O IPHAN é uma autarquia do Governo Federal, vinculada ao Ministério da Cultura.
A série de Encontros tem o objetivo de criar políticas, nas cidades em que atuam, para fomentar a cultura dos saberes e fazeres tradicionais aplicados na produção e comercialização das comidas baianas e divulgar o “Ofício da Baiana do Acarajé” como Patrimônio Nacional, além de montar uma comissão para divulgar os trabalhos e criar um plano de ações.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE