ATUALIZADA. Caso Emílio. Exame de corpo sai até sexta

O corpo do diretor de escola Emílio Coelho Augusto, morador de Nova Odessa, chegou a ser identificado pela família esta terça-feira em Limeira. Mas a história ainda não chegou ao fim. Ele trabalhava como Diretor de
Escola em Sumaré. Ele também trabalhava no Ciep São Jerônimo, em Americana. Ainda faltam os exames de arcada dentária e de DNA para confirmar.
NOTA DE JO??O MILLER, Diretor do IML. Em nome da. SPTC, da qual sou Diretor do Núcleo de Perícias Médico Legais de Campinas e Médico Chefe da Equipe de Perícias Médico Legais de Limeira, tenho que esclarecer a presente notícia. O corpo encontrado em Limeira está sob suspeita de ser o desta pessoa desaparecida, no entanto não há certeza ainda. Durante os próximos dias serão realizados exames pelo IML para identificar.

O delegado Luiz Carlos Gazarini disse que a família reconheceu as características físicas e as roupas dele. A perícia apontou que o corpo encontrado tem sinais de decomposição que pode ser de tempo maior que a do desaparecimento. Foram solicitados os exames de arcada dentária- deve ficar pronto em até três dias e o DNA- leva de uma semana a 15 dias.
Seu carro foi encontrado abandonado na madrugada de domingo em Americana. O corpo foi encontrado em Limeira, em uma fazenda.

O desaparecimento de Augusto gerou uma campanha nas redes sociais com mobilização de amigos e familiares com pedidos de ajuda.

O carro do diretor, um Fox 2012, prata, placas FBC 1040, de Nova Odessa, foi encontrado perto da Estação Rodoviária de Americana, com um vidro quebrado. Emílio foi secretário municipal de Educação, em Sumaré, entre 2010 e 2012. Depois que o carro foi localizado, o clima foi de desespero.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE