Artista protesta com escultura obscena gigante

O artista David Cemy causou polêmica nesta terça-feira ao deixar à mostra, no rio Moldova, uma obra em que reproduz uma mão gigante fazendo um gesto obsceno em frente ao Castelo de Praga, residência do presidente tcheco Milos Zeman, ex-militante comunista entre os anos de 1968 a 1970. A situação acontece dias antes das eleições legislativas antecipadas. 

Zeman é a favor de uma projeto do Partido Social-Democrata de formar um gabinete de coalização junto ao Partido Comunista Tcheco, atualmente afastado do poder. A escultura é, segundo o autor, “uma saudação com o dedo médio para os comunistas de merda”. Ela ficará exposta até o próximo sábado. 
Com informações de France Presse/G1 | Foto: David W. Cerny/Reuters

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE