Artigo Uma nova política é necessária e possível

A maioria das pessoas acompanham perplexos os desdobramentos que envolvem osacontecimentos do mundo da política e da economia no Brasil. Comigo não é diferente, epor isso exponho uma postura que busca o equilíbrio diante das radicalidades vividas nestemomento histórico.Não é exagero julgar que o poder executivo é refém da falta de planejamento e depassos mal dados na condução da política econômica, mas não podemos fechar os olhospara o papel do Congresso Nacional.
A governabilidade em qualquer das instâncias do executivo, passa pela harmonia dospoderes. Um legislativo subserviente ao executivo é um atentado à democracia. Por outrolado, quando falta o diálogo propositivo entre os poderes, que busca o melhor para o povoacima dos mesquinhos interesses pessoais de cada um, não só a democracia está em risco,como também em risco estará o bem estar geral da nação.
Que fazer nestes casos?A participação política efetiva, e o engajamento nos temas de interesse coletivo, maisdo que o precipitado julgamento que a maioria faz sobre a indecência da política e dospolíticos, são fundamentais para começar a mudança.
Começar do começo! Começar de novo e do novo!E o novo pode ser que sejam pessoas novas na política. Mas, mais do que isto, uma novapolítica começa com o resgate da dignidade do ser público. Do político que de fato cuidabem, do bem que é de todos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE