Artigo: O Vazio do Poder Legislativo

A ausência do debate político na sociedade torna -se  permissiva as ações fisiológicas  praticada diuturnamente por muitos dos nossos vereadores. O que por vezes se contrapõe essas investidas é a ampla publicidade das ¨ atividades¨ desse Legislativo pela imprensa midiática, da qual o quanto inócuo e vazio são as maiorias de seus propósitos e projetos!?  Isso tudo entretanto, não ilustra e nem trás impressões lúcidas aos eleitores.
 Muitos ainda multiplicam conceitos do claro e evidenciado populismo sem nenhum ganho sócio-econômico. Muitos dos eleitos quando de posse combinada entre seu pares da direção no Poder Legislativo, utilizam a bel prazer dos próprios públicos e das verbas a eles destinadas. ?? famoso o ¨trem  da alegria¨, os gastos com propagandas, o nepotismo, o aliciamento de grupos sócios e culturais, os devios de finalidades regimental, o corporativismo religioso, agremiativo e partidário. Para quase todos os atos a maioria dos Edis se pronunciam como ignorantes pois, os embates costumeiros acontecem por disputas de espaços meramente politico e eleitoreiro. Isso acontece comumente quando a Câmara esta cheia, dado a convocação de interesse específico. Muitos que lá se achegam mal conhece o abc  do que é aquela casa de intrigas e de pouca relevância á sociedade. Os gastos deste Poder com suas atividades  são impublicáveis pois, não demostram á população a sua real relevância, visto que seu custo e manutenção assume proporções gigantescas frente aos reais anseios da população. Talvez seja por isso que vez enquando se propõem aumentar o número de assessores com vínculos políticos ou não… a  essência dessa casta é a absoluta demonstração de força mesmo que efêmera. Enfim o que está em pauta aqui é tão somente o conteúdo e a herança que esses políticos carreiristas deixarão a nova geração: aos  novos políticos que, em princípio deverão ousar e lutar para atribuir LEGITIMIDADE a esse  seguimento que a tempos nos envergonha  e quando e quando ofende nossa humilde inteligência de cidadãos sem cidadania pois, afinal quem deles verdadeiramente nos representam. Pense nisso nas próximas eleições!
PAULO CESAR CASSIN      – EMPRESÁRIO-

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE