Artigo: O legado de Nelson Mandela

Nelson Mandela indubitavelmente será lembrado como um dos principais líderes políticos da história. Com apoio da maioria negra, para perpetuar-se no poder, o líder africano poderia ter alimentado a divisão entre negros e brancos. Seria o Mugabe segundo, entretanto, lutou pela união nacional, pela construção democrática, derrotou o apartheid, dissolveu fronteiras raciais em vez de erigir muros de intolerância, colocou as causas coletivas prioritárias da África do Sul acima da sede pelo poder, e mudou a cara de seu país que se encontra bem mais desenvolvido que o Zimbábue do ditador Mugabe e outros países africanos governados por ditadores.  
EXEMPLO
O Brasil vive tempos de fisiologismo sem freios, partidarização do Estado, satanização e mercantilização da política, indivíduos embarcam na política mais preocupados com seus bolsos do que com a coisa pública. A falta de nobreza dos indivíduos denuncia a falta de cultura política consistente. O exemplo de Nelson Mandela será indispensável no certame brasileiro para reforçar a ideia de que a política é instrumento de luta pelo bem comum e não um meio de vida. 
ADENDO 
Na internet, uma turma, do conforto do sofá, condena alianças do Mandela e não leva em conta que o líder fez política num ambiente hostil e era obrigado a fazer acordos com Deus e o diabo. Até hoje os EUA fazem alianças com tiranos. Se falta petróleo em casa, e sobra no quintal do ditador, a única alternativa é negociar. Vai daí que os EUA são aliados da Arábia Saudita, que possui uma das maiores reservas de petróleo do mundo.   
ENCERRO
Mandela acabou com o apartheid e ofereceu luz à política africana. Não foi santo, porém, foi gigante.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE