Artigo: Bons exemplos em meio à crise hídrica

O prolongado período de estiagem que enfrentamos no Estado de São Paulo e suas consequências, deixando represas e rios secos, é uma ocorrência que poucos imaginavam que pudessem vivenciar. Uma situação preocupante demais e lamentavelmente ainda nos deparamos com a falta de consciência de muitas pessoas. Apesar dos apelos e alertas diante de uma crise hídrica, são muitas as denúncias por dia de pessoas que desperdiçam esse bem tão precioso lavando carros, calçadas e quintais, por exemplo. 

Por outro lado, existem boas ações sendo adotadas por famílias, grupos ou comunidades para o uso mais adequado da água, evitando todo tipo de desperdício. No poder público, também encontramos bons exemplos, como é o caso da Prefeitura de Nova Odessa, que desenvolve um trabalho prático de recuperação de suas nascentes. 
Um exemplo foi divulgado pela Prefeitura, que considero ser motivo de destaque. Uma das principais nascentes do sítio Piraju, no bairro Piraju, voltou à vida. O que antes era cenário de seca e entristecia o senhor Sílvio de Campos, de 81 anos, agora é motivo de orgulho. A nascente, após passar pelas ações de desassoreamento, voltou a fluir e, assim, passou a contribuir novamente com o sistema de abastecimento da cidade. O pedido de recuperação da nascente partiu do próprio morador, que está há 60 anos nessa propriedade.  Uma atitude louvável do senhor Sílvio. 
Em Capivari também temos uma iniciativa que rendeu bons resultados. O Projeto Verde Rhomicrom, idealizado pelo presidente do Partido Verde, Carlos Travaioli, conseguiu devolver vida e água para a Lagoa Parazzi, que estava completamente seca. Com reflorestamento e limpeza da área o que parecia impossível aconteceu, com a água voltando a brotar e a lagoa renascendo. A atitude de pessoas voluntárias fez toda a diferença e beneficiou milhares de moradores.
Uma das primeiras leis de minha autoria aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador trata justamente sobre um programa de proteção e conservação das nascentes de água no Estado. Além da identificação e localização das nascentes em São Paulo, a legislação prevê a recomposição de matas ciliares no entorno delas, realização de campanhas educativas para conscientização da população em relação à importância da preservação das nascentes. 
A conservação e a recuperação das nascentes dos nossos cursos d´água não são apenas atitudes para cumprir a legislação ou proporcionar a continuidade do aproveitamento das águas para as mais variadas atividades humanas. Mas são, acima de tudo, ações concretas em favor da vida, para o momento atual e das futuras gerações.
*** Chico Sardelli é deputado estadual pelo PV e primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE