Arrecadação federal soma R$79,6 bi em março

(Reuters) – O governo federal arrecadou 79,613 bilhões de reais em impostos e contribuições no mês passado, pior resultado para meses de março desde 2010 como consequência da economia ainda com baixo crescimento e elevada desonerações.

O número representa queda real de 9,32 por cento sobre igual mês do ano passado, segundo informou a Receita Federal nesta segunda-feira, e veio abaixo do esperado pelo mercado. 
Pesquisa Reuters mostrou que, pela mediana dos analistas consultados, a arrecadação somaria 85 bilhões de reais no mês passado.
A forte queda real na arrecadação de tributos veio do mau desempenho na maioria dos impostos e contribuições. Em março, quando comparado com um ano antes, o Imposto de Renda total recuou 15,24 por cento, enquanto que a receita gerada pelo Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) caiu 10,93 por cento, com destaque para o segmento de Automóveis, com queda de 42,59 por cento.
Também mostrou menos arrecadação a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), com queda anual de 26,90 por cento no mês passado.
No primeiro trimestre, a arrecadação federal somou 271,731 bilhões de reais, com alta real de apenas 0,48 por cento em relação a igual período de 2012.
A Receita Federal atribuiu o resultado ruim ao efeito das desonerações tributárias e ao desempenho baixo da produção industrial e das vendas no varejo no início do ano.
A arrecadação continua refletindo a recuperação mais lenta da economia e as ações fiscais do governo para estimular a atividade, como desonerações. Para este ano, a renúncia fiscal é estimada em 70 bilhões de reais pelo Ministério da Fazenda.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE