Após fracassar em Americana, sacolinha vale em SP

Começou a valer definitivamente neste final de semana a lei que determina o uso de sacolas especiais no comércio de São Paulo. Produzidas com matéria prima renovável, a nova sacola é considerada menos nociva ao meio ambiente e um pouco mais cara, segundo os comerciantes. Em Americana, o projeto era do vereador e ex-sec Odair Dias (PV), mas foi abortado após pressão de produtores de plástico e de supermercados. Agora talvez volte à baila o tema.
Em alguns locais, inclusive, é possível que o consumidor pague para adquirir cada sacola no padrão determinado pela prefeitura. As novas sacolinhas poderão servir como sacos de lixo, já que são mais resistentes e mais ecológicas. Atualmente, dois modelos são oferecidos: as das cores verde, para lixos recicláveis, e cinza, para material orgânico e rejeitos.
???Nós gastamos R$ 1 bilhão para varrer rua em São Paulo. Eu entendo que isso não é investimento, é gasto, quase um desperdício. Se a gente criar uma mentalidade em que as pessoas deixem de depositar o lixo na rua e reverta isso para a reciclagem, nós vamos ter uma cidade mais limpa, mais sustentável. Esse projeto é muito importante para nós porque vai criar uma mentalidade nova na cidade???, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE