Aprova multa a quem furar fila da vacina em Sumaré

O Projeto de Lei que prevê multa para quem furar a fila da vacinação contra a Covid-19 foi aprovado pelos vereadores de Sumaré na sessão desta terça-feira (11). O PL nº 142/2021, de autoria do presidente da Câmara Municipal, vereador Willian Souza (PT), recebeu todos os 20 votos favoráveis e agora segue para sanção do prefeito Luiz Dalben.

O texto aprovado determina que somente as pessoas que estiverem em conformidade com as convocações das autoridades sanitárias do município receberão as doses da vacina contra o coronavírus em Sumaré. Estarão sujeitas às penalizações a pessoa imunizada indevidamente ou seu representante, aqueles que aplicarem a vacina irregularmente e o superior imediato de quem aplicou a vacina irregularmente.

A multa pode chegar a cinco mil Unidades Fiscais do Município de Sumaré (UFMS), valor que pode dobrar caso a pessoa imunizada indevidamente ou seu representante legal seja agente público ou funcionário público. Levando em conta o Decreto nº 10.953, de 30 de dezembro de 2020, que fixa a UFMS para o exercício de 2021 no valor de R$ 4,74, a multa pode passar dos R$ 47 mil.

Para o autor da matéria, a lei visa evitar que indivíduos se beneficiem de poder político ou financeiro para receber a imunização antes do previsto pelo plano de vacinação, resguardando, dessa forma, o direito dos mais vulneráveis e de toda população.

“Tendo em vista a escassez de doses de vacina contra o Covid-19, o respeito a ordem de vacinação dos grupos prioritários, de acordo com a fase cronológica, deve ser fiscalizado e punido seu descumprimento, seja pelo agente público seja pelo favorecido pela vacinação irregular. Nesse sentido, a presente lei”, defende Willian Souza na justificativa do projeto.

As sanções previstas na lei serão impostas por meio de processo administrativo, assegurando-se o contraditório e a ampla defesa. No caso de violação da lei por funcionário ou agente público, o caso deverá ser apurado com abertura de sindicância ou procedimento disciplinar, nos termos da legislação vigente.

O Ministério Público da comarca de Sumaré e a Delegacia de Polícia deverão ser comunicados imediatamente com relatos oficiais dos fatos, da quebra do cronograma de imunização e relatório contentando todos os envolvidos.

Sessão

Ainda durante a 15ª sessão ordinária, os vereadores aprovaram outros dois projetos: PL nº 82/2021, de autoria do vereador Ney do Gás (Cidadania), que cria o “Dia Municipal do Insanos Moto Clube do Brasil”; e PL nº 139/2021, de autoria do vereador Alan Leal (Patriota), que institui a “Semana Municipal de Conscientização da Importância da Guarda Compartilhada e da Prevenção da Alienação Parental”.

Já o PL nº 138/2021, de autoria do vereador Rudinei Lobo (PL), saiu de pauta por apresentação de emenda modificativa do próprio autor. O projeto dispõe sobre a obrigatoriedade da reserva de 10% de mesas e cadeiras para deficientes físicos e intelectuais, idosos e gestantes nas praças de alimentação dos shopping centers e restaurantes.

Os vereadores aprovaram ainda 13 moções de diversas naturezas, como congratulação, apoio, apelo e repúdio. As moções de pesar nº 158/2021, 166/2021 e 168/2021, de autoria dos vereadores André da Farmácia (PSC), Willian Souza e Lucas Agostinho (DEM), foram aprovadas pela Mesa Diretora da Câmara.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE