Apoiadores de Trump tentam melar vitória de Biden

Centenas de apoiadores do presidente norte americano Donald Trump, derrotado na eleição de novembro pelo Democrata Joe Biden, tentam melar a sessão do congresso que vai ratificar o resultado da eleição. A sessão tende a ser uma mera formalidade, mas os direitistas mais radicais invadiram o Congresso e um homem foi ferido a bala.

Membros da Câmara dos Deputados foram escoltados por policiais do local onde estavam debatendo depois que parlamentares alinhados a Trump contestaram os resultados da eleição –um esforço que muito provavelmente não terá sucesso. O Senado teve as atividades suspensas abruptamente e o vice-presidente Mike Pence, que havia presidido uma sessão conjunta do Congresso, foi escoltado para fora do plenário.

A Polícia do Capitólio disse aos parlamentares na Câmara para tirar máscaras de gás debaixo de seus assentos e se preparar para colocá-las. Agentes na porta da frente do local deixavam as armas em punho quando alguém tentava entrar no local.

Agentes ordenaram que as pessoas na Câmara se jogassem no chão para sua segurança.

As cenas caóticas aconteceram depois que Trump se dirigiu a milhares de apoiadores em ato perto da Casa Branca, repetindo suas alegações infundadas de que a eleição foi roubada dele devido a uma fraude generalizada.

Autoridades eleitorais de ambos os partidos e observadores independentes disseram que não houve fraude significativa na eleição de 3 de novembro, que Biden venceu por mais de 7 milhões de votos na disputa popular nacional.

Semanas se passaram desde que os Estados concluíram a certificação de que Biden, um democrata, venceu a eleição por 306 votos do Colégio Eleitoral contra 232. As contestações de Trump à vitória de Biden foram rejeitadas por tribunais de todo o país.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE