Aplicativos de mensagens instantâneas já dominam mercado

São Paulo, outubro de 2016 ??? Usar o telefone móvel para fazer ligações não tem sido há algum tempo a principal finalidade desses aparelhos. O estudo ???Global Mobile Consumer Survey 2016??? perguntou aos brasileiros que têm smartphones quais os meios de comunicação disponíveis em seus equipamentos e que foram usados na semana anterior à entrevista. O maior percentual de citações (79%) foi para os aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp. O uso das redes sociais foi lembrando por 73% dos brasileiros ouvidos, enquanto que 63% disseram que também se comunicaram por e-mail.

Mesmo diante desses dados, o smartphone ainda é usado pela maioria das pessoas para a realização de chamadas de voz pela operadora: 61% dos respondentes lembraram ter recorrido a esse meio de comunicação nos sete dias anteriores à pesquisa. Também foram citadas as chamadas de voz por protocolo IP (47%) e as videochamadas (26%).
Levando-se em conta a pesquisa de 2013, quando 80% dos usuários de celulares utilizavam as chamadas regulares de voz, a queda chega a 19 pontos percentuais nessa modalidade.
???A redução no uso do aparelho móvel para realizar chamadas de voz tradicionais é um fenômeno que vem sendo acompanhado de perto, e que causa preocupação entre as operadoras de telefonia. Em razão dessa mudança de hábitos, e das alternativas de comunicação possibilitadas pelas novas tecnologias, as empresas de telecomunicações têm se dedicado a repensar seus modelos de negócios para enfrentar essas tendências e seguir capitalizadas???, explica Solange Carvalho, diretora da Deloitte para o setor de Telecomunicações, Mídia e Tecnologia.
A executiva acrescenta que ???isso tudo está diretamente ligado à projeção das chamadas tecnologias OTT, ou ???over the top???, que permitem a entrega de conteúdos audiovisuais e de outras mídias por meio da Internet. As operadoras acabam viabilizando o meio (que é a conexão de Internet) pelo qual os entrantes de OTT oferecem seus serviços e abrem concorrência direta contra as primeiras???.
O estudo ???Global Mobile Consumer Survey 2016??? foi realizado pela Deloitte com 53.000 consumidores, em 31 diferentes países dos cinco continentes. No Brasil, a pesquisa online ouviu 2.005 pessoas de todas as regiões do país, com idades entre 18 e 55 anos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE