Aplicativo do Poupatempo permite comprovar vacinação contra a Covid-19

Após todas as pessoas com mais de 18 anos em território paulista terem acesso à vacina contra o coronavírus e iniciada na última semana a vacinação em adolescentes, as atividades sociais e comerciais têm sido retomadas com os cuidados necessários para barrar o avanço da pandemia.

Por isso, alguns estabelecimentos e municípios começam a exigir que seus profissionais, frequentadores e a população comprovem a imunização contra a Covid-19. Pelo aplicativo Poupatempo Digital, é possível acessar na palma da mão a versão digital da carteira de vacinação, que conta com as mesmas informações do modelo impresso entregue nas unidades de saúde.

Além disso, a ferramenta permite realizar o pré-cadastro, direcionado ao site Vacina Já – www.vacinaja.sp.gov.br, que diminui em até 90% o tempo de permanência no posto de saúde, e o serviço de validação do certificado de vacinação, que é a garantia de um documento oficial, que pode ser conferido online.

“Em um mundo cada vez mais digital, não faz sentido exigir que o cidadão ande com a carteirinha de papel em mãos. Por isso, o aplicativo do Poupatempo permite que o usuário não apenas tenha sua carteira digital no celular, como também que ela possa ser validada, através de um QR Code, que emite o certificado de autenticidade desse documento”, afirma Murilo Macedo, diretor da Prodesp – empresa de Tecnologia do Governo de São Paulo, que administra o Poupatempo no Estado.

A checagem da validação da carteira de vacinação contra a Covid-19 é muito simples. Basta que o cidadão que tenha a carteirinha digital no app do Poupatempo apresente o QR Code ou o código do certificado para verificação do órgão ou pessoa interessada.

“Isso pode acontecer, por exemplo, com familiares que moram em locais distantes e querem confirmar se seus parentes tomaram as duas doses da vacina”, explica Murilo Macedo.

Poupatempo Digital 

Desenvolvido pela Prodesp, o aplicativo do Poupatempo disponibiliza 120 serviços online de diversos órgãos. Lançando em maio de 2020, a ferramenta já foi baixada mais de quatro milhões de vezes. Já a versão digital da carteira de vacinação da Covid-19 contabilizou entre janeiro e julho deste ano mais de um milhão de acessos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE