Antipetista radical vive em apto do Minha Casa, Minha Vida

Ana Caroline Campagnolo, deputada estadual eleita em Santa Catarina –  aquela que pediu que alunos filmem os professores em sala de aula – se apresenta como antipetista, mas vive em um apartamento financiado por um programa do PT: o Minha Casa, Minha Vida.
Ela, inclusive, processou a cooperativa Habitacional de Chapecó. A ex-universitária alega que o valor do financiamento recebido do MCMV era inferior ao valor do apartamento. Acusou, inclusive, a cooperativa de corretagem às avessas.
A juíza Nadia Schmidt considerou a ação improcedente porque o valor do financiamento não precisa ser obrigatoriamente o valor total do imóvel e que era obrigação de Ana Caroline ter lido o contrato.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE