Anonymous quer investir R$ 300 milhões de Bitcoin em startups

A Unknown Fund, organização administrada por um grupo de pessoas anônimas, anunciou um investimento de US$ 75 milhões em Bitcoins, o equivalente a R$ 300 milhões de reais, para startups que trabalham, de maneira direta ou indireta, em melhorar a privacidade em ambientes virtuais.
Essa, claro, parece ser uma preocupação geral. Os avanços tecnológicos mais recentes ajudam a melhorar nossas vidas, mas também oferecem uma série de riscos com o avanço desenfreado de crimes virtuais e da manipulação dos usuários, por meio do controle de dados na internet, assunto que está sendo discutido em todo o mundo e que, em 2018, foi tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
Assim, cada vez mais, é preciso que tomemos uma série de precauções em relação à maneira como nos comunicamos virtualmente e realizamos transações financeiras, sejam elas bancárias ou de investimentos??? oferecendo, principalmente, um ambiente seguro com técnicas avançadas de proteção de dados, o que surge como um indicativo de que a eToro é confiável e segura para investir.
Para onde vão os investimentos da Unknown Fund?Segundo a Unknown Fund, os nichos que terão preferência para receber os investimentos são quatro: proteção de dados pessoais, ferramentas para anonimato online, criptomoedas e blockchain. Além disso, a organização também declarou que a proteção de dados pessoais é um dos maiores desafios da atualidade. Como exemplo, mencionou como a manipulação de dados impactou as campanhas do Brexit e as eleições presidenciais nos Estados Unidos.
???O principal objetivo de grandes corporações é coletar o máximo possível de informações sobre as vidas pessoais das pessoas, e então utilizar tais informações para enriquecimento próprio. Eles fazem um excelente trabalho em tornar as pessoas comuns mais pobres. Nós estamos prontos para mudar isso e proteger as pessoas???, declarou um organizador anônimo do grupo.
Segundo as informações divulgadas, os organizadores do fundo são de diferentes países e se reúnem no 4chan, um site anônimo. Eles planejam investir a quantia divulgada em startups comerciais e realizar doações para organizações sem fins lucrativos.
O site de divulgação do fundo não apresenta muitas informações. Apenas um endereço de e-mail, para o qual os startups devem enviar seus pedidos de investimento ou doação, e uma citação de de Edward Snowden, um analista de sistemas, ex-administrador de sistemas da CIA e ex-contratado da NSA que tornou públicos detalhes de vários programas que constituem o sistema de vigilância global da Agência de Segurança Nacional América que diz: ???Os dados não são explorados, pessoas estão sendo exploradas???.
Apenas o começoOs integrantes do fundo também deixaram claro que este é apenas o começo de uma série de ações em prol da segurança dos dados em ambientes virtuais, pontuando que aqueles que estão contra a organização não devem subestimá-la.???Investir é apenas o início. O Anonymous desenvolveu diversas estratégias e métodos que são anunciados posteriormente. Nós continuaremos lutando o quanto for necessário para atingir nosso objetivo???, declararam em uma nota à imprensa. ???Se você acredita em liberdade de expressão, na liberdade midiática e, mais importante ainda, na liberdade de acesso à internet, você também é Anonymous. Nossos oponentes não deveriam duvidar da nossa determinação e convicção. Continuaremos a lutar tanto quanto for necessário para atingir nossos objetivos???.
Lei de proteção de dados no BrasilEntra em vigor no próximo ano aqui no Brasil a Lei N° 13.709, conhecida como Lei de Proteção de Dados (LPD). O dispositivo, entre outros pontos, proíbe a coleta e do uso dos dados pessoais sem permissão dos usuários. Esse é mais um exemplo da relevância e atualidade do assunto, que vem sendo discutido em todo o mundo e motivou a ação da Unknown Fund.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE