Análise- Falta ousadia aos candidatos

A eleição vai andando e a tendência de reeleição dos favoritos em praticamente todos os níveis é forte. Principalmente porque aqueles que poderiam representar mudanças parecem abdicar dos discursos criados a partir das jornadas de junho, o grande levante popular que pedia algo a mais.
Os políticos parecem presos a modelos que favorecem somente os que já estão lá. Os que querem entrar adotam os mesmos discursos dos ‘fortes’ e tentam pelas mesmas vias vencer- recursos, estrutura partidária, cacareco (Tiririca) ou outro.
DEBATES- Os debates servem para confrontar os candidatos e apresentar guinadas nas campanhas. Ainda assim, pouco tem se arriscado nesse primeiro mês de campanha. Os candidatos querem se apresentar ao eleitor, mas precisam também se diferenciar dos adversários. Isso não tem acontecido, definitivamente.  

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE