Análise: Dilma vai enfrentar ‘adversários ideais’

Por mais que se tente pintar 2014 como um ano difícil, a presidente Dilma Roussef terá um caminho bem mais fácil que o de 2010.

Os adversários Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) são ‘adversários ideais’ para Dilma em análise comparada com os demais nomes que poderiam se apresentar.
O mineiro e o pernambucano não jogarão tudo agora porque podem esperar mais- afinal disputam sua primeira eleição presidencial.
Seria diferente com Marina e Serra do outro lado. O tucano disputaria sua terceira eleição presidencial e arriscaria ainda mais- se isso é possível- do que em 2010.
Na eleição passada tivemos a bolinha de papel, o aborto e muitos outros ingredientes que trouxeram instabilidade ao pleito.
Outra que arriscaria bem mais e é o único nome ‘contra a política’ é Marina Silva. A ex-verde não teria mais vez depois de nova derrota e jogaria todo seu prestítigio na disputa de agora.
Para Dilma e para o PT, o quadro vai se desenhando positivamente. A arma secreta Lula ainda não foi usado e o trabalho será para que cada vez menos seja necessária, sobrando tempo para fazer campanha nos estados.
CHARME E ARTICULA????O- Aécio vai apostar no charme e no destino- muito pouco para quem sonha em presidir uma economia tão pujante quanto o Brasil. O antídoto deverá vir do próprio PSDB e da campanha, mais ‘magra’ que a de Serra’10.
Campos vai apostar em seu poder de articulação, mas quanto mais avançar, mais verá Lula sair das sombras. O pulo do gato para ele será muito difícil, mas não impossível. Quando passar Aécio nas pesquisas, terá novo alento. Resta saber o quanto o mundo da política vai apostar.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE