Americanense vira atriz ‘diarista’ em SP

Uma personagem leve, cheia de graça e tiradas que, em tom de comédia, mostram como é o dia a dia das mulheres que trabalham em casas de família, especialmente as com crianças. Essa é Helô Heloilda, interpretada pela atriz Lara Cardoso. Natural de Americana, em São Paulo, Lara usa a personagem, que caiu nas graças da garotada, para levantar temas importantes que, muitas vezes, nem mesmo os pais sabem como abordar com os filhos.

Ex-professora quando era mais jovem, Lara fez sua vida profissional dentro do RH de grandes empresas. Porém, em um determinado momento percebeu que embora gostasse da carreira que havia abraçado, faltava algo. Resolveu, então, dar um tempo na profissão e tirar um período sabático para pensar no que queria de fato e se dedicar a filha pequena, ao marido e aos animais da família. E foi exatamente nessa época que teve um insight que daria um novo rumo à sua vida: ser atriz.
???No início, a ideia era fazer uma personagem leve, cômica e que contasse situações rotineiras de forma engraçada, mas sempre passando um mensagem bacana, mostrando um pouco do nosso povo que acorda cedo, trabalha muito e ainda fica com sorriso no rosto. E quem poderia retratar melhor as nuances do dia a dia que uma diarista, que divide seu tempo trabalhando com pessoas diferentes todos os dias, ou seja, alguém que acaba descobrindo histórias inéditas a cada trabalho. E assim nasceu a Helô Heloilda, uma diarista que tem muita personalidade, pouca papa na língua e muita experiência para compartilhar???, comenta Lara. ???Ela é uma mulher do povo, que conversa com todos, atrevida, mas que não perde o respeito e tem uma certa inocência. E é nesse universo mais simples, de gente que vive o dia a dia sem fantasias ou glamourização, que estão as melhores histórias. Histórias reais, que valem a pena ser contadas. Helô é uma personagem divertida, leve, gentil e engraçada sem ser caricata, mas é também alguém real. Existem muitas Helôs por aí???, complementa.
Depois de chegar à conclusão sobre como seria o perfil da personagem, a atriz pensou em como poderia inserir Helô no dia a dia das pessoas. Com alguns roteiros montados mentalmente, chegou a hora de passar para o papel. Lara, então, foi construindo cada fala e como cada coadjuvante faria parte de seus vídeos. “A ideia principal é sempre estar em ambientes novos, como se em cada história estivesse em uma família diferente, exatamente como acontece no cotidiano das diaristas. Não penso só em cenários montados, mas algo que realmente mostre casas e pessoas que poderiam ser reais e sua convivência com a Helô???, conta.
Após os primeiros programas prontos e o canal já no ar no Youtube – gratuito e democrático, a plataforma é perfeita para quem busca uma divulgação ampla, além do Instagram, onde acontece a interação da personagem com o público -, veio a melhor notícia que Lara poderia imaginar: a personagem, cheia de bordões e com jeito simples de falar, caiu no gosto das crianças. ???O roteiro que faço é leve e permitido à pessoas de todas as idades, inclusive crianças. Então, resolvi unir a paixão pela interpretação ao meu lado professora, que sempre esteve muito presente dentro de mim, mesmo longe das escolas???, explica, acrescentando que, a cada episódio, sempre pensa em passar mensagens positivas para os pequenos. ???Eu falo sobre respeito às diferenças, proteção e cuidados com os animais, alimentação saudável e outros assuntos. E comecei a convidar crianças a participarem dos episódios, interagindo com a Helô, inclusive cozinhando junto. Quando inserimos as crianças e fazemos delas parte do assunto, e não apenas tentamos ensinar ou impor algo, a garotada assimila melhor???, exemplifica.
E mais: com a repercussão positiva entre os pequenos e o conteúdo educativo de alguns episódios, Lara começou a ser convidada por escolas para apresentar palestras sobre diversos assuntos, como comportamento, valores importantes e até desenvolvimento acadêmico rumo ao futuro profissional, sempre de uma forma divertida, mas com seriedade. ???A gente sabe que crianças e adolescentes assimilam melhor um conteúdo quando encontram alguma afinidade com o interlocutor. E como a personagem tem proximidade com esse público, criei um projeto educativo, em que começo o papo caracterizada como a Helô e depois vou virando a Lara???, conta. E complementa: ???Ao ???desenhar??? como vou abordar os assuntos em cada palestra, penso de duas formas: como mãe, sempre buscando assuntos que possam agregar algo à vida de quem me assiste; e como professora, ensinando e mostrando novos caminhos além da sala de aula???.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE