Americanense emplaca 1o lugar na medicina USP

O americanense Joaquim De Nadai, 18 anos, foi o primeiro colocado no curso de Medicina do vestibular da Fuvest, processo seletivo para entrada na USP (Universidade de São Paulo), no campus de Ribeirão Preto. O curso de Medicina da USP é considerado por muitos especialistas como o melhor do país e, o vestibular da Fuvest, o processo seletivo mais desafiador para os estudantes.
Aluno da turma Medicina do Curso Pré-Vestibular Ilimit Education, localizado em Americana, Joaquim disse que contou muito com o apoio e ajuda dos pais e amigos. Segundo o estudante, este suporte, somado a uma grande força de vontade para estudar, fez com que ele superasse qualquer tipo de cansaço.
Dedicação, força de vontade, determinação e preparação. Com esse mix, o estudante venceu as duas fases de um dos vestibulares mais concorridos do país e ocupa o lugar mais alto no pódio do curso de medicina.
“?? meio difícil explicar o que senti quando vi o resultado, foi tanta felicidade que saí gritando pela casa, pulei em cima do meu irmão. Não conseguia acreditar”, conta Joaquim, que é o irmão do meio da família.
O futuro médico americanense ainda não decidiu em qual área pretende se especializar. “Ainda não parei para pensar sobre isso”, afirma o estudante que não abre mão de se dedicar a cada etapa do aprendizado. “Eu suei sangue para conseguir entender as matérias que eu não gostava, como português. Mas ter pais e amigos que sempre procuraram me entender e ajudar foi essencial para continuar acreditando que uma conquista seria possível”, afirma. Para se preparar para os concorridos vestibulares para Medicina, o estudante foi aluno do Pré-Vestibular do Ilimit Educacional, onde também se formou no Ensino Médio. De acordo com o aluno, a preparação que ele teve foi fundamental para seu sucesso. “Sem sombra de dúvidas, só consegui fazer as provas porque os professores me ajudaram de diversas formas a entender as matérias. Eles sempre chamavam a atenção para alguns pontos que eu achava que eram insignificantes, mas que caíram na prova e fizeram a diferença”, ressalta.
Aprovações exponenciais
Comemorar o sucesso e o resultado do trabalho com o estudante é uma constância no Ilimit Education, que contabiliza aprovações exponenciais em pouco mais de cinco anos de existência. Ao longo desses anos, o Ilimit contabiliza mais de 800 aprovações de seus estudantes e, contando apenas a área de Medicina, como no caso de Joaquim, a instituição já supera as 200 aprovações, contando faculdades particulares e universidades públicas de destaque, como a Unicamp, a USP e a Unesp.
O Ilimit Education surgiu em 2014 como um curso pré-vestibular alcançando, já no primeiro ano de funcionamento, resultados significativos, como a aprovação no curso de Medicina da Unicamp. A partir do ano seguinte, o Ilimit se expandiu, com a criação completa do Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio, na unidade no Centro de Americana. Além disso, o Ilimit conta com sua unidade parceira na Educação Infantil, o Colégio Jardim Encantado.
O professor de História e Coordenador do Ensino Médio e do Curso Pré-Vestibular do Ilimit Education , João Paulo Ferreira, o JP Ferreira, chama a atenção para o empenho de Joaquim De Nadai. “Desde o Ensino Médio, ele foi um aluno extremamente dedicado e disciplinado, que sempre esteve muito atento às orientações dos professores e da coordenação pedagógica. Joaquim se formou na 3ª Série do Ensino Médio em 2017 como um dos destaques de sua turma.” Com o sonho de fazer Medicina em uma grande universidade pública, o agora primeiro colocado no vestibular de Medicina da USP resolveu cursar um ano de Pré-Vestibular, também no Ilimit, na turma destinada a vestibulandos de Medicina, em 2018. “Com essa formação acadêmica sólida, somando o Ensino Médio e o Pré-Vestibular do Ilimit, ele sempre se destacou como sendo um dos melhores alunos nos comparativos dos simulados do Sistema Poliedro, o sistema de ensino parceiro do Colégio”, afirma JP.
Para o Coordenador, o comportamento do estudante também favoreceu seu desempenho no vestibular da Fuvest. “Ele aproveitou ao máximo toda a estrutura que o Ilimit poderia fornecer a ele: uma assiduidade exemplar nas aulas, a presença absolutamente constante nos plantões de dúvidas e a participação efetiva nos simulados. Joaquim sempre foi um dos primeiros a chegar e um dos últimos a sair do Colégio”. Com toda essa dedicação, Joaquim se tornou uma referência para todos no Ilimit. “Além de todo mérito acadêmico, Joaquim também sempre se destacou pelo seu caráter: uma pessoa extremamente amável, disposta a ajudar no que for preciso todos seus colegas de classe.”, acrescentou JP Ferreira.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE