Americana é vice no Mercado livre de energia

Cada vez mais indústrias e estabelecimentos comerciais da Região Metropolitana de Campinas estão vislumbrando no mercado livre de energia uma opção para reduzir os seus custos operacionais e se tornarem mais competitivos. Informações do Grupo CPFL mostram que o número de clientes livres na região vem crescendo a um ritmo de 41,4% ao ano desde 2002, somando 510 consumidores ao final de novembro do ano passado.
Com a alta das tarifas das distribuidoras, os consumidores da RMC identificaram no mercado livre uma alternativa interessante para diminuir a conta de luz e enfrentar o cenário mais adverso da economia. Ao ter a liberdade de negociar livrar de quem comprar energia e em condições bilaterais (indexação, prazo de contrato e preço), os clientes obtêm economia de 15% a 20% e previsibilidade na conta de luz. Em função deste cenário, o mercado livre na RMC registrou uma forte expansão nos últimos dois anos. De 2015 para 2016, o crescimento foi de 71%, com o número de clientes passando de 229 para 391. De 2016 para 2017, esse aumento foi de 30%, alcançando 510 consumidores livres. Se, no passado, o mercado era puxado por grandes indústrias e estabelecimentos comerciais, a migração hoje tem sido puxada por varejistas, universidades, bancos, hospitais e outros clientes de menor porte. Atualmente, Campinas lidera o ranking do número de clientes livres na região. A cidade possui 154 consumidores no mercado livre. Americana está em segundo lugar, com 47 consumidores, seguido por Sumaré (44), Paulínia (41) e Sumaré (40) ??? ver lista completa por cidade atendida pelo Grupo CPFL abaixo:
 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE