Edit

Americana tem ‘maldição’ do vereador mais votado?

Será que existe em Americana alguma ‘maldição’ do vereador mais votado? Pelo menos os nomes mais votados em todas as eleições deste século (de 2000 a 2016) hoje têm problemas grandes para ou voltar à política eleitoral ou mesmo graves problemas com a Justiça.

O primeiro deles- eleito em 2000-, Alexandre Romano, largou a vida política e se tornou empresário durante os governos do PT e acabou se envolvendo no escândalo do Petrolão. Foi preso pela Polícia Federal na 18º fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Pixuleco II, no aeroporto de Congonhas em 2015.

O que foi mais longe na carreira política foi Diego De Nadai foi o segundo da turma. Eleito e reeleito prefeito em 2008 e 2012, acabou tendo o mandato cassado em 2014 e hoje luta contra uma condenação por prisão domiciliar. Diego foi o vereador mais votado em 2004 com 3,1 mil votos.

O terceiro do time é o único que segue na vida pública, mas não disputa mais eleições e atua fora da cidade há quase 5 anos. Luciano Correa foi candidato a prefeito em 2016, mas teve os bens bloqueados no período (conseguiu reverter a situação recentemente) e hoje atua na prefeitura de Cotia como secretário de Educação. Até hoje é o nome mais votado da história da cidade, com 4,1 mil votos recebidos em 2008. Também foi o mais votado de 2012, mas com cerca de 3,6 mil votos.

O último ‘case’ é o do ex-vereador Rafael Macris, que foi candidato a prefeito no ano passado e amargou o terceiro lugar na corrida- ficando 10 mil votos atrás da segunda, a também vereadora de antanho Giovana Fortunato. Mais votado em 2016, RM tinha grande estrutura para avançar na campanha, mas o projeto falhou. Sem problemas judiciais pelas costas, tem o futuro com caminho livre, mas carrega também o resultado eleitoral de 2020.

FUTURO E JR DIAS– O mais votado para vereador em 2020 foi Juninho Dias/MDB, que tinha sido o segundo em 2016. Tem se movimentado para ser candidato a deputado no ano que vem, mas tem baixa articulação política na cidade e precisará contar com importantes apoios na região e fora da cidade para ter o salto de votos necessários para garantir uma cadeira na Alesp.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE