Americana, Santa Bárbara e Sumaré com obras paradas

Um levantamento do primeiro trimestre do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo traz os nomes das cidades com obras paradas e atrasadas nos municípios. Constam na lista Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré. Nova Odessa não aparece.

Americana lidera as vizinhas com 16 obras paralisadas/atrasadas, o que soma um valor total de R$ 18.151.643,16. O painel mostra que o montante é proveniente de recursos federais e próprios da prefeitura. As obras expostas são da área de educação, saúde, mobilidade urbana e equipamentos urbanos, como praças e similares.

Em Americana, os motivos para os atrasos das obras são atrasos nos repasses – governo federal -, fatos supervenientes à licitação e inadimplemento da empresa contratada.

Em Santa Bárbara consta apenas 1 obra paralisada no setor da saúde, no valor de R$ 2.152.796,02. O motivo da paralisação é inadimplemento da empresa contratada.

Já em Sumaré, são 2 obras paralisadas e 3 atrasadas, nas áreas da educação e equipamentos urbanos. Os motivos são contingenciamento de recursos próprios, fatos supervenientes à licitação e inadimplemento da empresa contratada. O valor total é de R$ 15.879.425,76.

As informações, divulgadas hoje, terça-feira (2/6), integram a base de dados do ‘Painel de Obras’ – ferramenta on-line desenvolvida pela Corte de Contas que permite ao cidadão monitorar os investimentos em diversas áreas, como Educação, Saúde, Habitação, Mobilidade Urbana e Abastecimento, entre outras. O painel pode ser acessado por meio do link http://bit.ly/2FZpIRw.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE