Americana registra mais 3 mortes da Covid

A Prefeitura de Americana, por meio da Vigilância Epidemiológica, informou nesta sexta-feira (15) que foram registrados mais três óbitos por Covid-19, sendo uma mulher de 70 anos, moradora do bairro Jardim Brasil, que estava internada no Hospital Municipal e faleceu no dia 9 de janeiro, sem informações de doenças preexistentes; uma mulher de 75 anos, moradora do Jardim Campo Verde, que tinha cardiopatia, estava internada no Hospital Municipal e faleceu no dia 13 de janeiro e um homem de 75 anos, morador do Parque da Liberdade, que estava internado no Hospital Municipal e faleceu no dia 13 de janeiro, sem informações de comorbidades.

Mesmo com aumento de casos, região segue na fase amarela.

 

Novos positivos

O boletim atualizado trouxe ainda 267 novos resultados positivos de Covid-19, sendo 243 após realização de exames PCR e 24 após realização de testes rápidos.

 

Novos suspeitos

Americana também registrou 19 novos casos suspeitos de Covid-19, sendo todos de pacientes internados aguardando resultados de exames.

 

Quadro geral

O quadro geral da Covid-19 em Americana é o seguinte: 9.743 casos positivos, sendo dois internados, 235 óbitos, 265 em isolamento domiciliar e 9.234 recuperados; 60 casos suspeitos aguardam resultados de exames, sendo todos pacientes internados em hospitais. Além disso, o município contabiliza agora 15.610 casos que eram considerados suspeitos, mas que já foram descartados pelo resultado de exame negativo.

 

Ocupação de leitos

Nesta sexta-feira (15), a taxa geral de ocupação de leitos para Covid-19 no município é de 55% de leitos com respiradores (de 56 no total, 31 estão ocupados) e de 42% de leitos sem respiradores (de 71 no total, 30 estão ocupados).

No Hospital Municipal a taxa de ocupação é a seguinte: 59% com respiradores (de 17 no total, 10 estão ocupados) e 72% sem respiradores (de 18 no total, 13 estão ocupados). No Hospital São Lucas, a taxa de ocupação de leitos é de 70% com respiradores (de 10 no total, 7 estão ocupados) e 59% sem respiradores (de 17 no total, 10 estão ocupados); no Hospital São Francisco a taxa é de 46% de leitos com respiradores (de 15 no total, 7 estão ocupados) e de 11% sem respiradores (de 18 no total, 2 estão ocupados) e no Hospital Unimed a taxa é de 50% de leitos com respiradores (de 14 no total, 7 estão ocupados) e de 28% de leitos sem respiradores (de 18 no total, 5 estão ocupados).

Covid faz de 2020 ano mais mortal da história do Brasil

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE