Americana deve ter 3 ou 4 candidatos

Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.Mateus 22, 14

O avanço da democracia e a consolidação das instituições de modo rápido no Brasil e em especial na nossa região tem feito que seja cada vez mais difícil se criar candidaturas competitivas a cargo executivo ou a deputado estadual ou federal. Não basta só vontade. ?? preciso apoio partidário, penetração na sociedade e um discurso ao menos razoável.
Em Americana, tudo aponta para um número pequeno de candidaturas ao executivo. Ensaiando desde 2013 e com apoio importante do ministro Gilberto Kassab (PSD), o vereador Luciano Correa dificilmente não terá seu nome nas urnas em outubro. Terá que enfrentar o julgamento da aliança com o ex-prefeito Diego De Nadai (PTB), cassado em 2014. Deve apostar no voto evangélico para se posicionar num primeiro momento e depois fazer o confronto de ideias na reta final.
Nome surgido pela ausência de forças disponíveis, o ex-prefeito Erich Hetzl Jr (PPS) tem um partido, um nome com baixa rejeição e tende a atrair os descontentes ou não contemplados no governo Omar.
Prefeito recentemente eleito com a maior votação da história da cidade, Omar Najar (PMDB) precisa mesmo colocar seu governo em ‘voo de Cruzeiro’ e evitar riscos ao longo do processo.
MAIS NOMES E RONALDO MORENO- PT, PTB, PCdoB, PR ensaiam por um nome na disputa, mas a chance de sucesso mesmo para entrar na campanha hoje são reduzidas. Ainda existe Ronaldo Moreno, que teve ao menos coragem por várias eleições para ser o azarão.   

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE