Americana deve abandonar Jogos Regionais

Um ano antes das Olimpíadas no Rio, Americana vai praticamente abandonar os Jogos Regionais nos próximos anos. O esporte da cidade deve ser reduzido a tentativas de ‘escolinhas de base’. A ‘draga’ vem desde o ano passado, quando o esporte ‘parou’.
A Secretaria de Esportes de Americana promete priorizar as chamadas escolinhas esportivas. A pasta anunciou seu planejamento para 2015 apostando em recreação e a iniciação esportiva. As medidas visam enxugar os custos com as modalidades e recursos humanos e contribuir para o saneamento das contas do Executivo.
O secretário Roger Willians (PSDB) se reuniu com todos os funcionários da pasta esta semana. Estão suspensas as horas extras dos funcionários com a implantação de rodízio de pessoal e revezamentos. Todas as praças e o Centro Cívico permanecerão abertos.
Por meio de patrocínios buscados pela própria secretaria, serão realizadas manutenções e melhorias nas várias praças, quadras e campos esportivos da cidade. 
FIM DOS JOGOS- Não haverá mais equipes de competição ligadas à Secretaria de Esportes. Haverá contenção para viagens, alimentação, inscrições em federações, associações ou ligas. As contratações de técnicos ou atletas estão suspensas.
As modalidades de alto rendimento que possuem patrocínio próprio e arcarem com suas despesas seguirão de forma independente seus campeonatos e planejamentos, tendo como contrapartida da cidade a utilização da infraestrutura esportiva local.
As crianças que faziam parte dos núcleos do projeto Criança Total serão absorvidas pelas escolinhas esportivas, que serão ministradas pelos professores de carreira.
As escolinhas terão seus locais e horários definidos após o carnaval, bem como as aulas voltadas para a Terceira Idade. A coordenação das modalidades também foi passada para os servidores, valorizando os profissionais concursados.
“Os remanejamentos e ajustes que fizemos para este ano não vão prejudicar o andamento e o funcionamento da secretaria, pelo contrário. Manteremos os espaços em ordem e esperando a população, ao passo que vamos ampliar o trabalho de base com a volta das escolinhas, comandadas por nossos professores próprios”, explicou o secretário.
A pasta também está procurando por empresas que possam ser parceiras em projetos de incentivo ao esporte estaduais e federais. As associações, clubes e ligas esportivas sediadas na cidade terão apoio dos dirigentes para obtenção das chamadas cartas de intenção.
Quanto ao repasse do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) às modalidades via FAE (Fundo de Assistência ao Esporte) ainda depende de regularização do sistema de informatização da Secretaria da Fazenda. “Esta receita ajudará as modalidades a se desenvolverem”, contou Roger, que anunciou algumas alterações na regulamentação do Fundo, que seguirá nova legislação específica baixada pela Presidência da República.
Nos próximos dias, os novos Conselho Diretor do Fundo de Assistência ao Esporte e Conselho Municipal de Esportes se reunirão para tratar dessas mudanças e discutir os rumos do esporte na cidade. Outras medidas de contenção de despesas foram a devolução de um veículo locado, o envio de dois veículos sucateados para leilão, a entrega de dois imóveis alugados e o corte de cinco linhas telefônicas, sendo duas no Estádio Municipal Décio Vitta.
“Chegamos a um planejamento enxuto e que atenderá a população em 2015. Do orçamento previsto para nossa secretaria, teremos economia superior a 60%. ?? bom ressaltar que nossos professores estão sendo valorizados e vão comandar um grande projeto de escolinhas esportivas”, finalizou o secretário.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE