Edit

Americana comemora abertura de empresas e retorno de investimentos

Com saldo positivo de abertura de 2,1 mil empresas em 2021, Americana volta a atrair empresas e ser palco de novos investimentos. Entre janeiro a setembro deste ano, o total de abertura de empresas foi quase 4 vezes maior que o número de fechamento.

Nos nove primeiros meses do ano, foram abertas em Americana 2.957 empresas, contra o encerramento de atividades de 758. O saldo positivo, de 2.199, confirma a retomada da atividade econômica no município, de acordo com o prefeito de Americana, Chico Sardelli.

“Só na semana passada recebi três empresários anunciando investimentos na cidade e a geração de 1,2 mil empregos diretos e indiretos em Americana. É um resultado de um trabalho extremamente positivo feito pela Secretaria de Planejamento, através da Unidade de Desenvolvimento Econômico”, explicou o prefeito.

Na última quinzena de outubro, Chico recebeu representantes da rede de supermercados Coopbom, da franquia de açougues gourmet O Açougue e da empresa desenvolvedora de softwares Nextop, além dos organizadores da feira têxtil Febratex (Feira Brasileira para a Indústria Têxtil), que será realizada em 2023 na cidade. Também participou de inauguração de unidade do grupo Medial Service, especialista no segmento de manutenção preditiva, preventiva e corretiva na rede de frio hospitalar e laboratorial.

A Unidade de Desenvolvimento oferece todo apoio ao empresário interessado em empreender e ampliar negócios em Americana, auxiliando na busca de áreas, no processo de seleção e contratação de mão-de-obra, na desburocratização de processos legais, na inclusão da empresa em programas de incentivo e até mesmo na expertise para exportação de produtos fabricados aqui.

“Estes resultados são fruto do potencial econômico de nossa cidade, aliado à gestão responsável e ágil que o prefeito Chico Sardelli vem desenvolvendo. Temos como diretriz fazer o máximo pelo mercado, respeitando as legislações e propondo melhorias, para que a cidade ganhe sempre novos negócios”, declarou o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros.

De acordo com o acompanhamento estatístico mensal da unidade, as atividades com maior  registros de abertura no período de janeiro a setembro foram escritórios administrativos, o que inclui MEIs (microempreendedores individuais) da área de contabilidade. Nos primeiros nove meses do ano, foram abertas 356 empresas desta natureza. Em segundo lugar, estão empresas da área de promoção de vendas, responsáveis por 277 aberturas. O comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios ocupa a terceira colocação, com a abertura de 204 empresas no período. As estatísticas foram obtidas junto ao Cadastro de Atividades do município.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE