Americana começa a discutir saúde na 2a

A Secretaria de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde de Americana iniciam, na próxima segunda-feira, os encontros regionais que antecedem a 7ª Conferência Municipal de Saúde, que acontecerá em junho. Na semana que vem, serão realizadas as pré-conferências, reuniões regionais que permitem que a população, de um modo geral, se manifeste sobre o assunto, apresente demandas e elenque as necessidades referentes ao atendimento médico na rede pública. Posteriormente, essas sugestões serão analisadas e, caso haja viabilidade, implantadas. As pré-conferências objetivam, ainda, a eleição dos 32 delegados que participarão da Conferência Municipal. O cronograma de pré-conferências é o seguinte: – Dia 18/05, das 19 às 21 horas ??? região do ZanagaSalão Paroquial da Igreja Nossa Senhora AparecidaAvenida Affonso Arinos, 56, bairro Antônio Zanaga – Dia 20/05, das 19 às 21 horas ??? região da Praia AzulSalão Paroquial da Igreja Nossa Senhora Desatadora dos NósRua Maranhão, 1.215, Balneário Salto Grande – Dia 22/05, das 19 às 21 horas ??? região do MathiensenSalão Paroquial da Igreja Nossa Senhora AuxiliadoraRua das Azaléias, 514 ??? bairro Cidade Jardim – Dia 26/05 ??? das 19 às 21 horas – região do Parque GramadoSalão Paroquial da Igreja Comunidade Divino Espírito SantoRua São Roque, 80 ??? Vila Dainese. A secretária de Saúde, doutora Mirella Povinelli, chamou a atenção para o tema da conferência deste ano, Saúde Pública de Qualidade Para Cuidar Bem das Pessoas. Direito do Povo Brasileiro. “O tema vem a calhar, principalmente, devido à situação do SUS no Brasil. O povo está sendo desrespeitado. Afinal, qualidade no atendimento é um direito do povo. ?? o mínimo que se pode ofertar à população. E essa é a nossa bandeira. Estamos realizando um trabalho diário de recuperação do sistema público de saúde no município”, disse. A presidente do Conselho Municipal de Saúde, Rute Alves de Almeida Vieira, afirmou que as conferências servirão para elaborar o Plano Municipal de Saúde, que norteará as políticas públicas para os próximos quatro anos. “Buscaremos propostas mínimas, mas que tenham chances efetivas de serem concretizadas”. “Agora é o momento de participação popular, de a comunidade apresentar suas propostas e trazer sugestões para a construção de um sistema de saúde melhor”, concluiu a coordenadora da Conferência, Ivone Aparecida Lopes Doná. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE