Americana abre concorrência para permissão de uso de quiosques

A Prefeitura de Americana abriu concorrência para a permissão de uso de 16 quiosques localizados em praças do Centro e do bairro Antônio Zanaga, mais especificamente nas praças Vinícius de Moraes, XV de Novembro, Comendador Müller, Tiradentes, e Avenida Brasil. Os dois envelopes com habilitação e proposta de preços deverão ser entregues no setor de Protocolo da Prefeitura, no dia 11 de setembro, das 8 às 9h15. Os documentos serão abertos no mesmo dia, às 9h30.

Além de manter o imóvel em boas condições de higiene, os vencedores deverão manter a área pública sempre limpa e conservada, instalar hidrômetro e aparelho para leitura de gasto com energia elétrica e pagar o consumo de água e luz do quiosque.

Na fase de habilitação, os documentos exigidos são:

– Registro comercial, no caso de empresa individual;

– Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor e alterações subsequentes, devidamente registrados, em se tratando de sociedade comercial, e, no caso de sociedade por ações, acompanhado de documento de eleição de seus administradores;

– Inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedade civil, acompanhada de prova da Diretoria em exercício

– Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir.

Regularidade Fiscal e Trabalhista (Art. 29 da Lei Federal n.º 8.666/93)

– Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica –CNPJ –do Ministério da Fazenda, comprovando situação ativa, sendo aceito documento extraído via Internet;

–  Prova de inscrição no cadastro de contribuintes estadual e/ou municipal, conforme o caso, relativo ao domicílio ou sede da licitante, pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto licitado;

–  Prova de regularidade para com a Fazenda Federal de Débitos Relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União, expedida pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, Secretaria da Receita Federal do Brasil, www.receita.fazenda.gov.br/pgfn.fazenda.gov.br (Certidão Conjunta);

– Prova de regularidade para com a Fazenda Estadual da sede ou do domicílio do licitante, relativa aos tributos incidentes sobre o objeto desta licitação;

– Prova de regularidade para com a Fazenda Municipal da sede da licitante, quanto aos tributos mobiliários, expedida pelo órgão competente e com prazo de validade em vigor;

– Prova de regularidade para com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS),com prazo de validade em vigor;

– Prova de regularidade perante a Justiça do Trabalho, nos termos do Título VII-A da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943. (Acessar o link www.tst.jus.br/certidão).

Qualificação Econômico-Financeira (Art. 31 da Lei n.º 8.666/93)

– Certidão negativa de falência e concordata expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica;

– Certidão negativa de recuperação judicial ou extrajudicial expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica;

– Nos termos do verbete da súmula nº 50, do E. TCE/SP, a licitante que estiver com Plano de Recuperação Judicial/Extrajudicial homologado/deferido pelo juízo competente não se exime de apresentar os demais documentos de habilitação econômico-financeira previstos neste edital.

Demais exigências

– Declaração da licitante, em cumprimento ao disposto no inciso XXXIII do artigo 7º da Constituição Federal, Lei n.º 9.854/99, de que não emprega menor de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e não emprega menor de 16 (dezesseis) anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 (quatorze anos);

– Declaração de inexistência de fato impeditivo à habilitação, assinada por quem de direito, devendo o subscritor estar devidamente identificado e a declaração estar redigida conforme os parâmetros explicitados no Anexo III deste Edital;

– Declaração da licitante de que concorda com os termos do presente edital na forma do ANEXO V;

– Declaração da licitante de que tomou conhecimento de todas as informações, de que teve acesso às instalações do imóvel e de que não alegará posteriormente o desconhecimento de fatos evidentes à época da vistoria para solicitar qualquer alteração do valor do contrato, conforme Anexo VII

O envelope dois, o da proposta financeira, deve conter:

– dados cadastrais da licitante;

– indicação do número da Concorrência Pública;

– assinatura do representante legal da empresa;

– indicação obrigatória do preço mensal da outorga, expresso em moeda corrente nacional, em algarismos e por extenso;

– uma única cotação de preço;

– indicação do representante legal que firma a proposta e sua assinatura.

O edital completo pode ser consultado no site da Prefeitura (www.americana.sp.gov.br), no link Licitações.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE