Fórum Florestal da Amazônia promete conservação

O Fórum Florestal da Amazônia integra uma rede que conta com mais de 100 integrantes em cinco Fóruns Regionais, estabelecidos dentro do Diálogo Florestal, uma iniciativa que há 15 anos visa a promoção de ações efetivas associadas à produção florestal, a ampliação da escala dos esforços de conservação e restauração do meio ambiente, gerando benefícios para os participantes do Diálogo e para a sociedade em geral. A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, integra o Conselho de Coordenação do Diálogo Florestal no Brasil, juntamente com outras empresas e organizações da sociedade civil. São elas: Amda, Apremavi, Conservação Internacional, Instituto BVRIO e WWF, CMPC Celulose Riograndense, Cenibra, Klabin e Veracel. O financiamento das ações no Brasil é realizado pelas empresas que compõem o Conselho de Coordenação e mais a Stora Enso do Brasil.

Com a formação do Conselho de Coordenação do Diálogo, foi estabelecido um grupo consultivo com representantes da sociedade civil, instituições de ensino e pesquisa e setor produtivo, incluindo representante do manejo florestal comunitário. Dentre as definições desse grupo, está o planejamento estratégico, que inclui uma análise de cenário identificando potenciais oportunidades, ameaças, pontos fortes e fracos da iniciativa, além de destacar também a importância da diversidade de gênero e de gerações nos trabalhos do novo Fórum. Nesta primeira etapa, cerca de 40 organizações que atuam na região se uniram para traçar os rumos iniciais do Fórum recém-criado.

 

Diálogo Florestal no Brasil 

A atuação do Diálogo Florestal é norteada por sete princípios: integração, transparência, confiança, respeito à diversidade, não exclusão, proatividade e compromisso. Entretanto, a participação das instituições de pesquisa, empresas e comunidades é um compromisso mútuo em prol do bem comum.

 

Como participar  

A participação no Fórum Florestal para a Amazônia Legal é aberta a organizações da sociedade civil, incluindo associações e cooperativas, empresas, instituições de ensino e pesquisa e outras que tenham interesse em contribuir. A inscrição prévia pode ser realizada por meio do formulário on-line: https://forms.gle/ahU2y8Tn2W5KDkUK6.

Com a criação do Fórum, se formará uma secretaria executiva e o grupo passa a atuar de forma independente, alinhado aos princípios de funcionamento e em cooperação com o Diálogo Florestal Nacional. A primeira reunião do fórum debaterá os desafios para financiamento das atividades do novo Fórum, bem como outros temas importantes.

O processo de elaboração do planejamento estratégico foi viabilizado com o suporte da consultoria Matres Socioambiental e aporte financeiro da Agropalma via Conservação Internacional, Suzano S.A., Confloresta e do Diálogo Florestal.

Sobre a Suzano 

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 97 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE