AM ‘banca’ estagiários para o TJ

A Câmara de Americana aprovou, nesta quinta-feira, um projeto de lei de autoria do poder executivo que autoriza a prefeitura a pagar 22 estagiários de direito para prestarem serviços para o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ). O projeto é uma renovação do que já ocorre no município. 
A proposta, que onera a prefeitura em R$200 mil por ano, foi alvo de questionamentos principalmente pelo vereador Welington Rezende (PRP), que ressaltou a situação de calamidade financeira que o município enfrenta e apontou a capacidade do judiciário estadual de ‘bancar’ os estagiários.
“Apesar de os estagiários serem importantes, serão pagos pela Prefeitura, gerando gasto de R$ 200 mil. O Tribunal de Justiça, que é do Estado, é quem deveria fazer a contratação. Americana, em calamidade financeira, não pode ter mais esse gasto, arcando com mão de obra para outro órgão, sendo que ameaça demitir os funcionários em estágio probatório. O Judiciário tem orçamento próprio para contratação. ?? incoerente”, disse Rezende. 
Vereadores como Luiz da Rodaben (PP) e Alfredo Ondas (PMDB) defenderam as contratações e enalteceram os trabalhos dos estagiários. O vereador Kim (PMDB) afirmou que o valor gasto com o convênio não faz parte da porcentagem limite da folha de pagamento, da lei de responsabilidade fiscal, e por isso não faz sentido comparar com os probatórios. 

Os estagiários atual no Fórum de Americana.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE