Alvo, Alckmin e ministra negam ter detonado PM

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário (PT-RS), negou que tenha se pronunciado sobre o vídeo amplamente divulgado na internet, que mostra um um homem ser baleado por um policial militar após ter roubado uma motocicleta em São Paulo. As falsas afirmações da ministra, em defesa do bandido, ganharam repercussão nas redes sociais.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), confirmou a versão divulgada pela Polícia Militar (PM) e afirmou que a ação do policial que foi filmado atirando num criminoso “foi legítima”. “A minha opinião é que a atitude do policial foi legítima e correta”, comentou.
O CASO Um vigilante com uma câmera acoplada no capacete filmou um assaltante roubando sua moto e depois um policial militar atirando no criminoso. O caso aconteceu na tarde deste sábado, 12, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo. O rapaz baleado foi encaminhado ao Pronto-Socorro do Hospital Municipal do Tatuapé, passou por cirurgia e está internado sob escolta policial. Outro assaltante que participou da ação fugiu sem levar nada.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE