Alugar um carro pode ser mais barato que Uber

?? quase consenso entre analistas que no futuro o carro próprio vai acabar ou diminuir muito. A economia compartilhada chegou à mobilidade urbana e parece fazer mais sentido para as novas gerações, que têm prioridades diferentes das anteriores. Para se ter uma ideia, segundo pesquisa feita pelo Denatran, o número de habilitações no país caiu 53% entre 2013 e 2015; é claro que, além do interesse em si por dirigir, fatores como custos para se adquirir e manter um carro têm um peso importante nessa equação, entre os quaisestacionamento e garagem ??? o Plano Diretor da cidade de São Paulo aprovado em 2014, por exemplo, encarece os apartamentos com vagas. Os desincentivos ao transporte individual tal qual o conhecemos hoje parecem ser tendência de políticas públicas, e é natural que com isso os preços para se adquirir e manter um carro aumentem.
VEJA INFOGRÁFICO

?? nesse contexto que as alternativas vêm à tona, contrapondo principalmente aluguel e os já populares apps de compartilhamento de carros. Sua vantagem consiste no fato de que os custos fixos ??? IPVA, seguro, manutenção, DPVAT ??? e alguns variáveis são na prática rateados entre todos os usuários, e “paga-se o quanto se usa”. Mas quais os limites dessa conta?

Apps x aluguel

A variável chave é a distância que se percorre por viagem, assim como o nível de luxo do carro. O infográficointerativo da plataforma de descontos Cuponation mostra que, caso se percorram 30 quilômetros ou mais, vale a pena alugar um carro (categoria econômica) em vez de usar o aplicativo. Caso se deseje um pouco mais de conforto, em nível intermediário, a distância percorrida do “breakeven” se dá a partir de 42 quilômetros. Para carros mais luxuosos, no entanto, o aluguel só é mais vantajoso a partir dos 62 quilômetros. Para os cálculos acima, foi admitida uma velocidade média de 20 km/h, comum em grandes cidades em horários de trânsito ??? a velocidade faz diferença porque o aplicativo modelo usado para as estimativas considera um custo por minuto.

Alugar carros, nesse contexto, pode fazer mais sentido quando se vai viajar para longe. Uma viagem para uma cidade a 300 quilômetros de distância feita em modo econômico (categoria econômica do app e carros mais baratos no aluguel por 1 dia) e a 120 km/h, por exemplo, custaria por volta de R$ 180 reais no aluguel e R$ 460 com app, uma diferença de 2,5 vezes.

Importante ressaltar também que, dentro da categoria do aluguel, o custo total sai tão menor quanto maior o número de dias que se alugar o automóvel. Por exemplo, para cada 20 quilômetros rodados num carro popular, a diferença entre alugar um carro por 30 dias e 1 dia é de R$ 33; isso significa uma economia de quase R$ 1.000 em um mês. Caso se pretenda alugar um carro, portanto, é necessário planejar com cuidado os dias nos quais o automóvel será necessário e fazer as contas, de modo a não alugar várias vezes por tempos menores. Ainda que não se pretenda usá-lo todos os dias, alugar um carro por mais tempo pode se mostrar vantajoso. Para visualizar a pesquisa completa, confira o infográfico interativo no link.

A regra geral parece ser a de que, para deslocamentos menores (como dentro da cidade), os apps tendem a ser mais vantajosos que o aluguel. Mas é sabido que outros fatores subjetivos, como gosto pela direção e autonomia, podem entrar nessa conta. Para viagens mais longas, o aluguel é inegavelmente mais vantajoso. De todo modo, a economia compartilhada é tendência e isso vem se mostrando mais real do que nunca nos deslocamentos nas cidades.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE