Alimentos indicados para dentes sensíveis

A sensibilidade nos dentes é uma realidade para os mais diversos tipos de pessoas e pode ser causada por alguns motivos. ?? uma condição que pode se desenvolver ao longo do tempo, mas também pode ser causada por um período curto, como no caso de um pós-operatório de implante dentário, ou retirada dos sisos. 

As causas comuns, que se desenvolvem ao longo do tempo, são a retração gengival e o desgaste do esmalte dentário. Já no caso de pós-operatório, os dentes ficam sensíveis por conta da cirurgia, que mexe com a região óssea da boca e da gengiva como um todo. 
A retração gengival pode ocorrer por uma doença, como a gengivite. Já o desgaste do esmalte acontece em decorrência de bruxismo. A escovação errada também é uma causa comum de hipersensibilidade, pois desgasta o esmalte do dente e também pode causar retração gengival.
Tanto em pós-operatório quanto a hipersensibilidade possuem indicações e recomendações de uma alimentação que não afete tanto os dentes. A sensibilidade causa desconforto e dores dependendo do que é ingerido, por isso é preciso ficar atento e evitar algumas comidas. 
As dores de hipersensibilidade já afetam cerca de 15 milhões de brasileiros, de acordo com informações do Portal Educação. O problema atinge, principalmente, pessoas entre 20 e 50 anos, segundo o dentista inglês da Universidade de Bristol, Inglaterra, Martin Addy. 
Apesar do alto número de pessoas que sofrem do problema, não há um estímulo e nem vontade dos pacientes de procurarem ajuda clínica. Os usuários normalmente apenas convivem com a dor de hipersensibilidade, e só em casos graves decidem consultar um dentista. 
Isso pode ocorrer por uma dezena de motivos, mas o custo é um deles. Os planos dentários não são tão comuns como os de saúde, então há uma grande procura por dentistas particulares, que podem ser relativamente caros. 
Outro motivo comum é de pacientes acharem essa dor normal, ainda mais quando é aquela que vai e volta e não é constante. O desconforto e as dores são diferentes de uma cárie, inflamações e casos mais sérios na boca. Alimentação para pós-operatório de implante dentário ou cirurgiaEm casos de sensibilidade devido a uma cirurgia, os cuidados do pós-operatório de implante dentário ou retirada dos sisos são ainda maiores do que a hipersensibilidade comum. A alimentação, repouso e uso de medicamentos devem ser seguidos conforme indicação do dentista. 
Os alimentos mais indicados são as comidas frias, pastosas e líquidas. Comidas muito quentes podem causar dores e podem prejudicar os locais tratados, abrindo pontos ou causando feridas. Algumas comidas que podem ser ingeridas são: 
??? Vitaminas; ??? Iogurtes;??? Sorvetes;??? Sucos;??? Purês de batata, cenoura ou mandioquinha, ??? Sopas frias batidas.
A mastigação é terminantemente proibida, principalmente se ainda estiver sob efeito da anestesia. Como o paciente não consegue sentir algumas movimentações na boca, a chance de se machucar sem perceber é grande. Mesmo depois do efeito, a mastigação de comidas sólidas pode causar outros problemas.
A região da boca fica sensível por alguns dias, então mastigar mesmo depois da anestesia vai causar desconforto e dores. Além disso, restos de comida podem ficar presas nos pontos, possibilitando inflamações e infecções.Recomendação de Alimentação por hipersensibilidadeAs dores da hipersensibilidade são causadas quando o esmalte dentário não consegue mais proteger o dente. Na parte interna do dente, depois da camada do esmalte, há milhares de canais cheios de líquidos, conhecidos por túbulos dentinários.
Quando há estímulos que acabam mudando a pressão, como algo de baixa ou alta temperatura, essa região líquida do dente sofre uma rápida movimentação, estimulando terminações nervosas e ocasionando a dor. 
Nesses casos, a alimentação se torna um pouco limitada. Não é indicado comer ou beber alimentos muito quentes e nem muito frios. A escovação deve ser reformulada caso seja a causa, tornando-a mais suave e com uma pasta dental específica para hipersensibilidade.
Uma consulta com um dentista não deve ser descartada, pois é importante avaliar o estado do esmalte de cada dente e indicar um tratamento específico para cada caso.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE