Africanos dominam São Silvestre de novo

Cerca de 30 mil pessoas de 42 países correram a 91ª edição da tradicionalíssima São Silvestre por ruas e avenidas de São Paulo, na manhã desta quinta-feira, último dia de 2015. Completar a prova festiva de 15km já é uma grande alegria para a maioria delas, mas são os africanos quem têm mais uma vez os maiores motivos para celebrar. Campeão da Maratona de Nova York deste ano, o queniano Stanley Biwott venceu a disputa masculina, com o tempo de 44min32s, e aumentou o jejum brasileiro que perdura desde 2010. Giovani dos Santos ficou com a sexta colocação. Dentre as mulheres, a seca nacional é ainda maior. Com o segundo triunfo seguido da etíope Ymer Ayalew, que fez o tempo de 54mins01, o jejum brasuca vai completar dez anos em 2016 ??? dentre as brasileiras, Sueli Pereira ficou com a quarta colocação e Joziane Cardoso foi a quinta.
Dentre as mulheres, a brasileira Roselaine de Souza Ramos liderou a prova até pouco depois do fim da Avenida Pacaembu, cerca de 3km do percurso. Depois, ela ficou para trás e um pelotão de nove atletas passou a ditar o ritmo. Eram seis africanas, as brasileiras Joziane Cardoso e Sueli Pereira, além de uma peruana. A briga seguiu intensa até a metade da dura subida da rua Brigadeiro Luís Antônio. A partir daí, a etíope Ayalew, a queniana Delvine Meringor e Failuna Matanga, da Tanzânia, descolaram do grupo e protagonizaram a disputa pela vitória. Acabou dando o bi de Ymer Ayalew, que vibrou muito ao cruzar a linha de chegada, na mesma avenida Paulista da largada, em primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE