Edit

Ações reduzem ‘aperto financeiro’ de Omar

O fim do abono de 8% que a prefeitura dava aos servidores que aderiram ao Ameriprev, a demissão dos RPAs, o fim das horas extras e das gratificações geraram uma folga financeira que pode levar a prefeitura de Americana a revisar as demissões de 580 servidores concursados em estágio probatório.
Para o prefeito Omar Najar (PMDB), os cortes não trazem alegria pra ninguém, mas o governo teve que escolher entre cortar ‘bônus’ que favoreciam determinados grupos para manter todos os servidores na prefeitura. Aparentemente, as decisões tomadas até agora vão diminuir a pressão pelas demissões.
Essa semana, a prefeitura e o sindicato dos Servidores assinaram uma carta compromisso visando manter os servidores antes ameaçados.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE