Adultos voltam à escola em busca de diploma

A Secretaria da Educação do Estado acaba de concluir levantamento inédito e mostra que 81,3 mil pessoas conquistaram diploma após voltarem para sala de aula ou por não terem tido acesso à escolarização na idade certa ou por terem interrompido os estudos. Na região de Campinas, são 9,9 mil formandos, o que resulta em uma média de 27 diplomados por dia (um por hora) nos Ensinos Fundamental e Médio.

Os estudantes frequentaram as aulas em todas as modalidades na Educação de Jovens e Adultos (EJA), regular e flexível. Do total de concluintes, 27,2 mil eram do Ensino Fundamental e 54 mil no Ensino Médio. Para quem quer voltar a estudar este ano, as matrículas estão abertas em todas as 5 mil escolas estaduais, sendo 835 delas na região Campinas. Os interessados devem levar o RG ou certidão de nascimento e realizar o cadastro.

???A Educação de Jovens e Adultos é um compromisso da Secretaria para facilitar o acesso à escolarização de alunos de todas as faixas etárias. Ficar em dia com os estudos é uma maneira de conquistar a realização pessoal e também profissional, já que o mercado de trabalho exige a formação???, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Além do número de diplomados, o levantamento da Secretaria com os alunos da EJA também detectou o perfil etário dos estudantes. Do total de 327,8 mil matriculados no ano passado, sendo 35,5 mil deles nas escolas de Campinas, um em cada cinco tinha mais do que 40 anos. Em 2002 o percentual dessa faixa etária era de 9,7%, passando para 16% em 2010 e chegando aos atuais 21%. As mulheres são a maioria das interessadas, representando 51% do total.

Além das salas regulares da EJA, a rede estadual também oferece curso com presença flexível e atendimento individualizado nos Centros Estaduais de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA). Para cursar a modalidade nos CEEJAs o aluno deve ter, no mínimo, 18 anos. No total, são 24 unidades no Estado.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE