A Represa Salto Grande e seu potencial turístico, econômico e sócio educativo

A represa do Salto Grande foi formada em 1949, com o represamento das águas do Rio Atibaia para a instalação de uma usina hidroelétrica. ??s margens nasceram dois famosos espaços de lazer,  a Praia Azul (acesso no Km 120 da Via Anhanguera) e  a Praia dos Namorados (acesso no Km 124) eram visitados até por pessoas de outras cidades do Interior, que chegavam em excursões e inúmeras chácaras de lazer foram construídas em seu entorno.
Citar que a represa foi em uma época polo turístico e de entretenimento de diversas famílias, até meados da década de 1980, com picos nas décadas de 60 e 70, transformando o local em um atrativo passeio das famílias é chover no molhado! Posso afirmar que isto é o obvio e de um saudosismo utópico.
Nos dias contemporâneos o debate há de ser sobre as questões ambientais, econômicas, turísticas e sócio educativas e seus ecossistemas e biomas, se faz necessário que atores de diversos seguimentos públicos e privados se engajem na recuperação do manancial ecológico da represa do Salto Grande e seus afluentes da bacia hidrográfica.
Medidas extravagantes como pedidos de interdição total  não irão resolver o problema da poluição da represa e a proliferação dos aguapés e outras espécies aquáticas ,poderão sim acarretar perdas, econômicas, turísticas e educativas, como o fechamento do comercio local, escola de educação ambiental,( único no Brasil) e o lazer praticado em toda sua orla, como as caminhadas, a pesca esportiva, o navegar com lanchas e jet ski e o  simples ato de  observar a natureza.
A proposta de construção de UTR ( Unidade de Tratamento de Rio) na boca do Rio Atibaia é descabida, uma vez que irá desestimular ainda mais o aprimoramento das ETEs ( Estação de Tratamento de Esgoto) já existentes  e ou em construção nas cidades a montante do reservatório, além de com o processo químico de flotação da usina, jogara em suas aguas polímeros e sulfatos e a micro aeração, atingirá  a fauna do rio, e produzirá grande quantidade de resíduos contaminados. Este tipo de usina é recomendado em grandes cidades, onde o rio já esta morto e não possuem espaço físico para a construção de novas ETEs ademais o elevado custo econômico de sua construção,( R$ 170 milhoes de reais) e manutenção mensal (2 milhoes)
Uma das medidas recomendadas para sua recuperação é a  imediata recomposição florestal, mata ciliar, em toda sua orla , e para que isto aconteça é necessário a derrubada de todas as cercas e construções irregulares que impedem o livre acesso a sua aguas, Também o avanço do processo de tratamento de esgotos com medidas de depuração terciaria com membranas filtrantes que retém além dos nutrientes restantes do processo de tratamento outros resíduos nocivos a saúde humana como viris e bactérias.
Medidas de educação e informação sobre a qualidade das aguas como ocorrem nas praias marítimas são muito bem vindas.
Intervenção sem interdição!

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE